O meia Pedrinho foi mais um dos jogadores do Corinthians presentes ao lançamento do livro “Bicampeão da Fé”, do fotógrafo Daniel Augusto Jr, que retrata a conquista do Campeonato Paulista desta temporada. Depois de Cássio se dizer tranquilo à adaptação do paraguaio Sergio Díaz e do chileno Ángelo Araos, o armador explicou seu breve contato com a dupla.

“Tive pouco contato com eles, só falei: ‘E aí, tudo bom? Beleza?’. Bem tranquilo assim, em português (risos)”, disse o canhoto, contando ter assistido alguns vídeos “muito bons” das habilidades dos novatos na internet. O papo, porém, ainda não tem muito como evoluir.

“Está complicado conversar agora, mas a gente tenta se comunicar da melhor forma possível”, disse o corintiano, prometendo melhorar seu “portunhol” para recepcionar da melhor forma os dos principais atletas contratados pelo clube durante a inter-temporada.

Araos, por sinal, já estará à disposição para encarar a Chapecoense, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), pois foi regularizado no prazo definido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Por ainda buscar sua melhor forma física após romper o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, Díaz só será aproveitado no final do mês.

Porém, enquanto Araos não pode jogar a Libertadores por já ter defendido a Universidad de Chile nesta edição do torneio, Díaz estará disponível para a competição continental quando tiver as melhores condições físicas. “A essa altura (da temporada) não dá para escolher qual você vai querer jogar. A gente tem que estar 100% em todos”, prometeu Pedrinho.