Douglas Araujo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true CRB

Mais um jogo, mais uma decepção. O CRB recebeu o Oeste na tarde deste sábado (11) no Estádio Rei Pelé e apresentou mais uma vez, um futebol irregular, pecando nas finalizações e vacilando na defesa e perdendo por 1 a 0, seguindo na zona do rebaixamento da Série B.

A derrota mantém o “Galo” na 18ª colocação com 21 pontos. O próximo compromisso do time alagoano será fora de casa, diante do Vila Nova. Já o Oste, chegou aos 26 pontos na 12ª colocação e vai enfrentar o Juventude em São Paulo.

O JOGO – 1º TEMPO

Quando a bola rolou no Estádio Rei Pelé, CRB e Oeste não perderam tempo e partiram para o ataque. O time da casa assustou primeiro com Felipe Menezes, que arriscou de fora da área e mandou perto do gol adversário. Minutos depois, a equipe paulista chegou com Pedrinho, que apareceu em boas condições, mas demorou a bater e foi travado.

Depois dos sustos para ambos os lados, as equipes passaram a se estudar em campo. A partida que começou em ritmo acelerado, caiu com o passar dos minutos e o Oeste jogava de forma inteligente, marcando e impedindo as investidas do CRB. Dessa forma, as chances só voltaram a acontecer no final do jogo.

Por duas vezes o CRB assustou. A primeira com Rafael Costa e a segunda com Willians Santana, que mandaram muito perto do gol defendido por Tadeu. Final do primeiro tempo, 0 a 0.

2º - TEMPO

Na volta para o segundo tempo, o técnico Doriva promoveu a estreia do atacante Elias, no lugar de Luiz Otávio. Mas quem mudou o jogo foi o Oeste. Aos 10 minutos, Pedrinho recebeu passe em velocidade, dominou e bateu forte, sem chances para o goleiro João Carlos.

A situação do CRB não era boa. O time seguia na zona do rebaixamento, perdendo em casa, pressionado pela torcida e o atacante Rafael Costa ainda piorou as coisas. O atacante contratado para fazer gol, recebeu sozinho na área e desperdiçou grande oportunidade.

Os técnicos Doriva do CRB e Roberto Cavalo do Oeste mudaram peças, mas a partida seguiu truncada no meio de campo. Melhor para o Oeste que administrava e o resultado e pior para o CRB, que se complicava, era vaiado pela torcida e continuava no Z4 da Série B.

Minutos finais do jogo, o CRB se lançou ao ataque e por muito pouco não empatou. Escanteio cobrado na área, Everton Sena cabeceou e o goleiro Tadeu fez uma grande defesa, para desespero da torcida regatiana.

O árbitro assinalou 5 minutos de acréscimos. O CRB até tentou pressionar, mas de forma desorganizada, acabou não mudando o placar. 1 a 0 Oeste.