Thiago Davino - Minuto Esportes Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true CSA

O CSA entrou em campo pressionado pelos rivais no G4, poderia até cair para a quarta posição, mas se impôs e conseguiu grande vitória sobre o Londrina no Estádio Rei Pelé. Na noite desta terça-feira (04) o time marujo fez um jogo equilibrado no primeiro tempo, dominou na etapa final e venceu com autoridade por 4 a 1, mantendo assim a vice-liderança da Série B.

A vitória levou o CSA aos 43 pontos, recolocando o time alagoano na vice-liderança da Série B. O próximo compromisso da equipe alagoana acontece no sábado, contra o Figueirense em Florianópolis.  O Londrina por sua vez, caiu para 13º com 30 pontos e vai enfrentar o Brasil de Pelotas em casa.

O JOGO – 1º TEMPO

Bola rolando no Estádio Rei Pelé, a torcida compareceu e empurrava o CSA contra o Londrina. O jogo era aberto e não demorou muito para o CSA sair na frente, com uma grata surpresa. Aos 13 minutos, a aposta do técnico Marcelo Cabo, o atacante Rubens, recebeu na intermediária, partiu em velocidade, driblou o zagueiro Dirceu duas vezes e bateu cruzado, marcando um belo gol.

Atacante Rubens estreou com gol pelo CSA (Foto: Thiago Davino)

 

Festa no “Trapichão”, mas não por muito tempo. Numa falha grave, o CSA tomou o gol de empate depois de uma cobrança de lateral. Aos 18 minutos, bola na área, Higor Leite desviou e Carlos Henrique bateu para deixar tudo igual.

O jogo era corrido e com chances para ambos os lados. Primeiro, o CSA quase amplia, novamente com Rubens, que mesmo sem querer, mandou de canela rente ao gol adversário. Minutos depois, Higor Leite arriscou um chutaço e acertou o travessão do goleiro Felipe.

A primeira etapa se encaminhava para o final com empate. Mas, aos 44 minutos, Rafinha bateu falta com força e mandou no travessão e na sobra, Juan, que jogava mais adiantado, só escorou para as redes. CSA 2 a 1 e final do primeiro tempo.

2º - TEMPO

A volta para o segundo tempo não poderia ser melhor para o CSA. No primeiro minuto, saída de bola errada do Londrina, Pio recuperou a bola e bateu forte, sem chances para o goleiro Vágner. Festa no Rei Pelé.

Depois do gol o CSA parecia soberano em campo. Administrava a posse de bola, fazia o tempo passar e o técnico Marcelo Cabo fazia as primeiras substituições. O Londrina por sua vez, buscava o ataque, até chegava perto, mas não conseguia passar pela barreira formada pela defesa maruja.

Foto: Thiago Davino/MinutoEsportes

 

O tempo passava e nos minutos finais do jogo o Londrina se lançou ao ataque, deixando brechas. O contra-ataque do CSA foi fulminante. Aos 44 minutos, Didira deu belo passe para Echeverría, que avançou, driblou o goleiro adversário e tocou para o fundo do gol.

A partir daí, a festa estava sacramentada. O árbitro assinalou 4 minutos de acréscimos, mas o placar se manteve em 4 a 1 e a torcida fez a festa no Estádio Rei Pelé.