Thiago Davino - Minuto Esportes Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true CSA

Vice-líder da Série B, o CSA vem sofrendo com a falta de gols de atacantes desde a saída de Michel Douglas. Um jogador da posição não marcava há um mês e o estreante Rubens mudou este cenário e comemorou duplamente.

Com exatamente 13 minutos o estreante marcou um belo gol, dando início a importante vitória do CSA diante do Londrina por 4 a 1. O início mais que positivo foi motivo de comemoração para o atleta. “Marcou muito, por ser meu primeiro gol pelo CSA e um gol importante”, disse.

Aparentemente o fato poderia passar em branco, mas o time marujo estava há um mês sem marcar gol com atacantes. O último tento marcado por um jogador da posição aconteceu no dia 03 de agosto, quando o “Azulão do Mutange” venceu o Juventude no Rei Pelé por 1 a 0, gol de Hugo Cabral, que na maioria das vezes, tem jogado mais recuado.

Deixando uma boa impressão, o jogador foi questionado sobre as suas características de movimentação, mesmo sento um jogador alto. “Tenho essa característica, não dependo apenas de bolas aéreas. Gosto de ajudar meus companheiros com assistências também”, explicou.

Rubens ainda lembrou que a escalação como titular foi uma surpresa positiva, apesar de estar preparado para a missão. “Eu não sabia que iria jogar. Estava treinando normal e se surgisse a oportunidade, estaria preparado. Soube no dia do jogo. Estava com a cabeça boa e iria tentar aproveitar da melhor maneira”, comentou.

O CSA agora terá pela frente um adversário difícil, o Figueirense, no próximo sábado em Florianópolis. Mas o atacante azulino lembra que apesar da dificuldade, a campanha do CSA deve ser levada em consideração.

“Na Série B não tem jogo fácil. Figueirense tá ali na cola. É não dar moleza, entrar focado, buscando o nosso objetivo. CSA vem fazendo o dever de casa e mostrou que sabe jogar fora”, completou.