Sergio Barzaghi- Gazeta Press 3ac0f7b6 4181 487f 9e14 7131020c0f2d

O lateral direito Fagner voltou a atuar na noite desta quarta-feira, no estádio do Mineirão, duas semanas depois de ter constatada um fibrose na coxa esquerda. O defensor, preparado especificamente para esse duelo, disse que conseguiu se soltar conforme o jogo foi passando e, ao analisar o desempenho durante a partida, considerou que o Corinthians está vivo após perder o primeiro duelo da final da Copa do Brasil por apenas 1 a 0, contra o Cruzeiro.

“Sem dúvida (estamos vivos), principalmente por não ter mais o gol qualificado. Sabemos que uma vitória simples nos remete a pênaltis e uma por dois gols nos dá o título. Continuamos vivos, confiantes, sabemos que podemos fazer um grande jogo e trazer o título para São Paulo”, comentou o jogador, que pouco se aventurou no ataque durante os 90 minutos.

Com uma preocupação quase estritamente defensiva, assim como o restante do time, Fagner nem sequer chegou à linha de fundo. Uma das poucas incursões para o ataque foi em uma tabela com Jadson, já na etapa final, que terminou em uma falta para o Alvinegro.

“Me senti bem, feliz por poder terminar o jogo, óbvio que o início do jogo te gera uma incerteza, correu tudo bem, tranquilo. Vai soltando, no decorrer do jogo você vai pegando confiança. Bem dizendo foi só um treino com bola, era normal ter esse tempo para ir se soltando. Agora é descansar para trabalhar forte e estar bem”, observou, concluindo ao exaltar a torcida presente no Mineirão.

“Torcida do Corinthians é sempre exemplar, não tem o que falar, sabemos da força dentro de casa. Tenho certeza que eles vão estar em peso na nossa Arena e a gente fazendo de tudo para alegrá-los”, concluiu Fagner.