Foto: Divulgação/Fetrial 931e9799 2e6e 40d3 91cf 2504ed070346

Depois de anos de problemas judiciais e ausência de provas, o triathlon alagoano está vivendo um novo momento. O IronMan reforçou a parceria com a capital alagoana, empresários resolveram voltar a apostar nas provas locais e mais um novo componente fará parte desta mudança de cenário, a recém criada Federação dos Triatletas de Alagoas (Fetrial).

O MinutoEsportes entrevistou o presidente da entidade, que também é triatleta, Coronel João Marinho, que prefere deixar de lado os imbróglios que retrocederam a modalidade em Alagoas e quer direcionar as atenções para a retomada do crescimento.

Questionado sobre a relação com a Federação Alagoana de Triathlon (Faltri) e seus antigos e atuais representantes, o presidente foi taxativo. “A única relação que existe é a de respeito pela história construída ao longo dos anos, mas com a plena compreensão de que o triathlon alagoano precisa de algo que ele não é mais capaz de oferecer. Sempre procuro pregar que devemos aprender com o passado, mas focar no futuro, e tenho certeza que o futuro é a Fetrial”, disse e reforçou os problemas judiciais não devem prejudicar a retomada das provas e eventos da modalidade.

“Acredito que não. Esta caminhando tudo como planejado por alguns motivos, busca pela profissionalização na gestão; comprometimento com o esporte por parte dos diretores e conselheiros; confiança dos triatletas nos gestores da federação; projeto de um grande time e não de uma ou duas pessoas e a busca pela margem zero de erro. Vamos fazer o certo pra não dar errado”, explicou.

Presidente da Fetrial, Coronel João Marinho (Foto: Arquivo Pessoal)

Marinho foi escolhido pelos próprios triatletas para presidir a nova federação, uma vez que além da confiança, tem uma trajetória que apesar de curta, é produtiva. “Pratico o triathlon há três anos. Já fiz dois IronMan Full e quatro 70.3”, disse.

O presidente da Fetrial finalizou lembrando que as suas principais conquistas no triathlon estão fora das provas. “Minhas principais conquistas foram qualidade de vida, as amizades e poder fazer parte da construção de um novo futuro para o esporte alagoano”, concluiu.

A nova federação será um componente na reestruturação do triathlon em Alagoas, que vem mudando com a criação da Associação Estadual de Triatletas (Aetri-AL) e o Circuito Ôxe de Triatlo que realizou a sua orimeira etapa no último final de semana.

Com a sua diretoria já composta, a Fetrial será lançada oficialmente nesta quarta-feira (16), às 19h00 no Maceió Mar Hotel.

Cel Marinho – Presidente
João Paulo – Vice Presidente
Conselho fiscal- Rolim, Japa, Luciana Santa Rita, Netão, Julius e Luciano Lessa
Diretor Financeiro – Cavalinho (Contador)
Diretor Administrativo – Thiago Daniel (Formado em Administração Pública)
Diretor Técnico – Mery Albuquerque (Graduada Nível II pela CBTri como técnica de Triatlo)
Diretor Jurídico – Welton Roberto (Advogado)
Diretor de Arbitragem – Digão (Detentor de Curso de Arbitragem pela CBTri)

CONSELHO DOS ATLETAS
Gustavo Nordestina
Hélio Ribeiro
Thiago Barcelos

CONSELHO DOS TREINADORES
Fabrizio Borsato (FB)
Kenned Mitomari (Peaks)
Rafael Padilha (3+)
Felipe Lira (Atlética)
Marcus Silva (Marcus Silva Trainning)
Carlos Romeiro
Mery Albuquerque 

Marcela