Rodney Costa/Eleven 1f35110c 4a18 4ef4 972b a4c9e83167ef Diego Alves em ação pelo Flamengo: goleiro tem contrato até o fim de 2020

A semana na Gávea agitada por conta do episódio envolvendo o goleiro Diego Alves, que se recusou a viajar com o elenco ao após saber que seria reserva de César na partida contra o Paraná, em Curitiba. A repercussão foi negativa e a diretoria se reunirá já nesta segunda-feira para estudar as possíveis punições ao camisa 1 pelo ato de indisciplina. O departamento jurídico será ouvido pela cúpula de futebol.

A decisão será comunicada na reapresentação do elenco na terça-feira, no Ninho do Urubu - o Rubro-Negro retorna de Curitiba nesta segunda e, após a vitória por 4 a 0 no Durival Britto, os jogadores ganham o resto do dia de folga. Por parte de Diego Alves, espera-se uma retratação com o grupo de atletas.

Questionado sobre a decisão do atleta após o jogo, Dorival Júnior afirmou que o assunto será resolvido internamente. O treinador destacou a importância de manter o bom ambiente de trabalho encontrado desde sua chegada à Gávea, com o foco voltado apenas para o campo e a disputa do título do Brasileirão. 

Esta também é a preocupação da diretoria, que espera terminar o ano em alta. Até o momento, direção e comissão técnica tiveram êxito na "blindagem/' do elenco do clima eleitoral - o pleito presidencial acontecerá em 8 de dezembro.

Um dos mais experientes do grupo, Diego Alves, de 33 anos, é uma das vozes mais ativas do Flamengo no campo e no vestiário. Contratado em julho de 2017, o goleiro tem vínculo com o clube da Gávea até o  dezembro de 2020.