Foto: Cortesia/Delegação de Alagoas 9233f95f 7835 4dfe 80c0 58e5dbf1695e

Alagoas encerrou sua participação nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), disputados de 12 a 25 de novembro, em Natal, no Rio Grande do Norte. Ao todo, o Estado trouxe nove medalhas da competição, número que sobe para onze se somarmos as duas medalhas da etapa regional dos Jogos, realizada em setembro, também em Natal.

No final de semana, Alagoas conquistou três medalhas. No judô masculino, prata na categoria Meio Leve juvenil (-60 kg) com João Vitor Santos, do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), campus Satuba, e bronze na categoria Super Ligeiro infantil com José Vitor Costa, da Escola Estadual Antônia Macedo, de Palmeira dos Índios. Já a luta olímpica conseguiu sua primeira medalha na história da competição com o bronze da Samyris Vasconcellos, da Escola Estadual Dom Otávio Barbosa Aguiar, de Maceió, na modalidade Leve Feminino Juvenil.

As três medalhas se somam às quatro conquistadas na ginástica rítmica com a ginasta Bárbara Galvão, do Colégio Contato (dois ouros nos aparelhos arco e maças e duas pratas no individual geral e por equipe), e à prata de Vinicius Rafael Nunes, da Escola Estadual Manoel André, de Arapiraca, no ciclismo masculino infantil. Na etapa regional, dos JEJ, disputada em Natal no mês de setembro, o Estado havia conquistado prata com o handebol feminino infantil do Colégio Santa Úrsula e bronze com o futsal masculino juvenil da Escola Estadual Claudizete Lima Eleutério, de Rio Largo.

Pioneirismo

Das 11 medalhas conquistadas, seis são medalhas inéditas para Alagoas na sua trajetória nos JEJ: as medalhas de Bárbara, na ginástica rítmica, a de Vinicius, no ciclismo e a de Samyris, na luta olímpica.

Roberto Amorim, técnico da equipe de luta olímpica, diz que o bronze de Samyris é consequência de muito esforço e que a conquista da garota deve aumentar o interesse pela prática da luta olímpica nas escolas.

"Samyris é humilde, focada e disciplinada, um exemplo de atleta. Este ano, já havia ganho bronze no Campeonato Brasileiro Cadete no Rio de Janeiro e, agora, traz essa medalha dos JEJ. A luta olímpica alagoana cresceu muito nos últimos anos, com resultados expressivos a nível nacional. A conquista de Samyris na mais importante competição escolar do país abrirá portas para novos atletas e deve disseminar a prática da luta olímpica para mais escolas", aposta Roberto, destacando a importância dos apoios das secretarias de Esporte, Lazer e Juventude (Selaj) e Educação (Seduc) à modalidade.

Tradição

Se as medalhas na ginástica rítmica, luta olímpica e ciclismo masculino são inéditas, o judô manteve a tradição de vitórias nos JEJ. São três anos consecutivos de conquistas, com o ouro de Maria Eduarda Mata, da Escola Estadual Saturnino Souza e o bronze de Adilson Verdino, da Escola Estadual Theonilo Gama, em 2016; o ouro de Luiz Filipe Alves, da Escola Estadual Theonilo Gama e o bronze de Hemily Lopes (à época no Colégio Padrão) em 2017 e, este ano, a prata de  João Vitor e o bronze de José Vitor.

"O judô se destaca como a modalidade que mais traz medalhas para Alagoas nos Jogos Escolares e falo isso com propriedade, pois, desde 2007 viajo como técnico das classes 12 a 14 e 15 a 17 anos. A parceria entre a Federação Alagoana e Seduc fecha o ano com chave de ouro, pois temos encontrado grandes talentos do esporte na rede estadual, os quais tem se destacado em competições nacionais, disputando de igual para igual com grandes potências do esporte", destaca Ricardo Sérgio, técnico da equipe de judô.

Avaliação

O chefe da Delegação de Alagoas, Henrique Vilela, faz uma avaliação da participação alagoana no evento. Ele lembra que, esse ano, o formato da competição mudou, juntando as modalidades infantil e juvenil e promovendo a disputa das equipes em três blocos.

"Tivemos uma competição muito longa e conquistamos medalhas inéditas para o estado. Numa semana onde Alagoas também brilhou nas Paralimpíadas Escolares em São Paulo com 13 medalhas, fica evidente o talento da nossa juventude para o esporte.Neste sentido, a Seduc empreende um importante papel na organização dos Jogos Estudantis de Alagoas, fomentando o desporto escolar e para escolar", ressalta Henrique.