Thiago Davino - Minuto Esportes Cdecb595 dea6 44ea bcd9 64e71c48d532 CSA

Principal jogador na campanha de sucesso na Série B, que resultou no acesso para a Série A, o meia Didira pode não continuar no CSA em 2019. O meia afirma que pensa em ficar, mas a diretoria afirma que a proposta do clube não foi aceita pelo atleta e assim, a renovação ficou emperrada.

Superintendente de futebol do clube azulino, Fabiano Melo deixou claro que a proposta do CSA não foi aceita pelo atleta. “Não chegamos a um acordo financeiro, então, não tem renovação”, afirmou.

Por outro lado, o atleta afirmou ao MinutoEsportes que tem vontade de permanecer no clube. “Meu empresário está resolvendo tudo e ainda não me passou nada. Vi uma matéria que saiu, que eu não iria renovar. O desejo é de permanecer, mas se não for possível, vou agradecer por tudo que o clube me proporcionou”, garantiu o jogador.

Informações dão conta de propostas que chegaram ao atleta são mais vantajosas que a do CSA. Além de clubes do Brasil, uma proposta internacional balançou o atleta e que praticamente fez a direção azulina a desistir da renovação.

Didira foi o principal jogador do CSA na temporada, totalizando 13 gols, um deles na final do Alagoano, ajudando o time marujo a garantir o título depois de 10 anos, além do desempenho destacado na Série B.