Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O ano mal começou e os amantes do esporte já têm um grande motivo para comemorar. A capital alagoana vai receber o maior complexo esportivo contemplado pelo Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), projeto do Governo Federal, em parceria com a Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (Semelj).

O espaço escolhido para a construção do complexo que abrange 16 modalidades olímpicas e paralímpicas foi a Praça Padre Cícero, localizada no bairro do Benedito Bentes.  O objetivo é ampliar a oferta de infraestrutura de equipamento público esportivo qualificado, incentivando a iniciação esportiva em bairros de vulnerabilidade social.

De acordo com o titular da Semelj, Daniel Mello, o município vai ter um grande avanço no cenário esportivo. “O projeto vai beneficiar toda a comunidade da parte alta de Maceió, fazendo com que as pessoas pratiquem diversos tipos de atividades esportivas. Sem dúvidas, é uma grande ação para fomentar ainda mais o esporte na nossa capital”, disse.

No local poderão ser praticados os seguintes esportes: atletismo, badminton, basquete, boxe, esgrima, futsal, ginástica artística, ginástica de trampolim, ginástica rítmica, handebol, judô, levantamento de peso, lutas, taekwondo, tênis de mesa e vôlei. As modalidades paralímpicas oferecidas são esgrima em cadeira de rodas, judô, halterofilismo, tênis de mesa, vôlei sentado e goalball.

Além desse grande volume esportivo a população também vai continuar usufruindo dos esportes radicais, como skate que terá a pista preservada pela construção do complexo, e o bicicross que terá a pista readaptada no projeto.

O presidente da Federação de Bicicross, Adeílson Martins, comemorou o fomento do esporte no município. “Toda a comunidade vai ganhar com isso, porque é um projeto que vai envolver todo tipo de esporte. Estamos muito empolgados esperando por esse complexo e pela readaptação da pista de bicicross. Graças a Deus é um sonho que está sendo realizado”, disse Adeílson.

As obras já foram iniciadas e a previsão para o término é de um ano.