C206cf95 9839 4b44 a0e6 271ba58017e5 Linda Goldbloom, pouco antes de ser atingida pela bola

Uma idosa de 79 anos morreu quatro dias após ser atingida na cabeça por uma bola de beisebol durante um jogo da Major League Baseball, a maior dos Estados Unidos. Essa foi a primeira morte no campeonato americano em quase 50 anos, informou a rede de esportes "ESPN". O episódio ocorreu em 25 de agosto de 2018, mas veio a público apenas nesta terça-feira.

Linda Goldbloom assistia a uma partida entre os times Los Angeles Dodgers e San Diego Padres no Dodger Stadium, na Califórnia, no dia 25 de agosto de 2018. A idosa chegou a ser internada, mas morreu quatro dias depois.

Segundo o resultado da autópsia, a causa da morte foi "hemorragia intracraniana aguda devido a um trauma contuso".

Os Dodgers não fizeram nenhum comentário público na ocasião, mas deram uma declaração à "ESPN".

"Ficamos profundamente tristes com o trágico acidente e com a morte da sra. Goldbloom", disse o comunicado da equipe. "O assunto foi resolvido entre os Dodgers e a família Goldbloom".

Linda estava acompanhada de seu marido, Erwin, para celebrar seu 59º aniversário de casamento, e também o seu aniversário de 79 anos.

De acordo com a agência de notícias "AFP", fãs de beisebol são atingidos frequentemente por bolas rebatidas que saem do campo de jogo e se machucam, mas é raro morrerem por causa disso. A última morte foi em 1970, também no Dodger Stadium, quando um garoto de 14 anos foi morto por uma bolada.

Durante os últimos anos, as equipes da MLB expandiram o uso de redes de proteção em torno do campo, projetadas para proteger os torcedores de bolas rebatidas.

Os ingressos de beisebol avisam os fãs sobre os perigos das boladas e pedem que permaneçam alertas o tempo todo.