Rafael Ribeiro/Vasco Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Depois do sufoco contra a Juazeirense, pela Copa do Brasil, Maxi López foi o escolhido para acalmar os ânimos no Vasco. O camisa 11 chamou a responsabilidade como principal nome do elenco e concedeu nesta quinta-feira, no CT do Almirante, sua primeira entrevista coletiva na temporada.

Um dos temas abordados com o camisa 11 da Colina foi a provocação recente ao Flamengo nas redes sociais. Ao responder a um torcedor do time rival, o atacante escreveu: 'não vou ter pena'.

- Recebi um comentário na zoeira, como vocês falam. Zoei o cara também, mas sempre com respeito, que é a coisa mais importante. Mas sempre dentro de um respeito geral. Invadiram meu Instagram, mas eu pego desse jeito. Futebol é um esporte, minha paixão, meu trabalho e aqui no Brasil todos vivem de uma maneira especial. Tudo o que acontece nas redes sociais fica ali.

Sobre a dramática classificação na quarta-feira, o argentino disse:

- A análise que eu faço e o time faz é que são seis jogos, com cinco vitórias e um empate, o Vasco passou para o próximo jogo. Pra mim, é muito importante continuar nesta sequência positiva. Além de não ter jogado da melhor maneira, acho que a gente está construindo uma coisa muito boa, é a preparação para o Brasileiro. Acho que o Carioca é um bom teste para começar a formar um novo grupo, que tem muitos integrantes novos. Esses processos, momentos difíceis são bons para testar o caráter e a personalidade do time.

No empate em 2 a 2 em Juazeiro, Maxi de pênalti, marcou o gol da classificação aos 45 minutos do segundo tempo.

Domingo, o time dirigido por Alberto Valentim enfrenta o Resende, às 17h, no Maracanã, na semifinal da Taça Guanabara. O time que avançar decide o primeiro turno contra Flamengo ou Fluminense, que duelam no sábado.