Foto: Gustavo Henrique/RCortez/Ascom CSA 1054af6f 23d3 414c a9c5 81985b860643 Marcelo Cabo é apresentado oficialmente no CSA.

O técnico Marcelo Cabo chegou ao CSA num momento de pressão em 2018 e talvez não imaginasse como seria vitoriosa a sua passagem pelo clube. Nesta terça-feira (19) o treinador completa um ano no time do Mutange, com direito a título, acesso para a Série A, reconhecimento e cobranças.

No início do Alagoano do ano passado, o então campeão da Série C, Flávio Araújo não vinha bem, os resultados não eram satisfatórios e a solução encontrada, foi trocar o treinador. Marcelo Cabo foi o escolhido para mudar o cenário da equipe de imediato e também para a disputa da Série B, uma vez que havia conquistado o título com o Atlético Goianiense em 2016.

Apesar das dificuldades e limitações, Cabo levou o CSA ao título com direito a vitória na decisão diante do maior rival, o CRB, o que elevou ainda mais a moral do treinador perante a sua torcida.

A campanha da Série B foi surpreendente. Com um time limitado, folha salarial das mais baratas, o CSA encanxiou e passou 30 rodadas da competição entre os quatro colocados. Apesar da pressão nos últimos jogos, o time azulino acabou com o vice-campeonato, retornando à elite do futebol brasileiro depois de 25 anos.

Foto: Divulgação/CSA

NÚMEROS

Desde que chegou no CSA, Marcelo Cabo disputou jogos pelo Campeonato Alagoano (2018 e 2019), Copa do Brasil (2018 e 2019), Copa do Nordeste (2018 e 2019) e Brasileiro da Série B. Ao todo, foram 59 jogos, com 26 vitórias, 18 empates e 15 derrotas. O time marcou 71 gols e sofreu 48.

As marcas relevantes do treinador no comando do time azulino foram o título Alagoano de 2018 e o acesso para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro, depois de 25 anos, e pela primeira vez na disputa dos pontos corridos.

RECONHECIMENTO E PRESSÃO

Com título e acesso no currículo, o status do treinador foi levado a outro patamar, bem como o seu reconhecimento. No entanto, o futebol é dinâmico e num dia o profissional comemora título e no outro pode ser cobrado.

A posição de treinador no Brasil muitas vezes é injusta, tendo em vista a necessidade de resultados. Em 2019, o treinador participou da lista de contratações que não deram certo. Ainda no mês de fevereiro o CSA precisou antecipar contratações visando a Série A.

Atualmente o time marujo é o vice-líder das duas competições que disputa, o Alagoano e a Copa do Nordeste, mas foi eliminado precocemente da Copa do Brasil.