O repórter da Rede Globo, Eric Faria, desabafou em seu perfil oficial no Twitter contra acusações de que teria avisado a Leandro Pedro Vuaden, árbitro da partida entre Flamengo e Santos, sobre a não existência do pênalti a favor da equipe paulista. No lance, o juiz assinalou a penalidade e depois voltou atrás na marcação. O jornalista se mostrou bastante irritado.

"Que matéria sem vergonha! Não é possivel que um jornalista assine uma barbaridade dessas. Vcs são profissionais mesmo??? Suposta camera??? Alguns me acusam de ter falado com o 4° arbitro. Leviano. Mentiroso. Quem estava mais perto dele? O Levir Culpi. Cuidem de suas frustraçoes", disse sobre reportagem publicada na ESPN que o acusava de falar com o árbitro.

Polêmica na Vila

De acordo com informações do jornalista Jorge Nicola, uma câmera do estádio mostrou, na opinião de pessoas ligadas ao Santos, o exato momento que o jornalista da Globo/Sportv teria supostamente influenciado a decisão de Vuaden, passando informações para ele.

Durante o programa 'Seleção SporTV', Vuaden afirmou que é vítima de injustiça e que não houve nenhuma intervenção externa: "É uma grande injustiça que estão fazendo com um grande profissional, e eu não admito isso em qualquer que for a área. Que fique bem claro que não houve nenhuma interferência externa. Fico chateado e me deixa muito triste quando as pessoas tentam juntar alguma coisa ou tentar manchar uma decisão da arbitragem, procurando dizer que houve interferência disso ou daquilo", afirmou.

Após o apito final, o técnico do Santos, Levir Culpu, reclamou bastante: “Tivemos algumas coisas inexplicáveis. Tivemos uma penalidade que foi marcada. A surpresa foi o fato de eu estar no meio de campo e não percebi nada. Só vi que o nosso jogador caiu. O árbitro conseguiu ver o lance. E o quarto árbitro, que estava do meu lado, também viu. O quarto árbitro tem essa condição? Ele estava em uma visão muito pior, mas foi ele quem falou para o árbitro”.