Foto: Gustavo Henrique Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Torcida do CRB no Rei Pelé

A torcida regatiana deixou o Estádio Rei Pelé frustrada na noite desta quinta-feira (14). Em jogo válido pela Copa do Nordeste, o CRB sofreu um gol em cada tempo, descontou com Felipe Menezes, mas acabou derrotado pelo Náutico por 2 a 1.

Mesmo com a derrota, o CRB se mantpem na 4ª colocação do Grupo A da competição regional, com 5 pontos, mas agora pressionado pelo Vitória, que temo o mesmo numero de pontos ganhos. No próximo domingo o time regatiano entra em campo, novamente no Rei Pelé, diante do CEO, pelo Campeonato Alagoano.

Já o Náutico, chegou aos 11 pontos e entrou no G4 do Grupo A, tirando o CSA, que agora está na 5ª posição com 10. O “Timbu” agora recebe o Altos do Piauí, nos Aflitos.

O JOGO – 1º TEMPO

A torcida do CRB anda meio desconfiada com a equipe, não tem comparecido em grande número ao Rei Pelé e para piorar, o jogo ainda estava no começo e o Náutico abriu o placar. Aos 6 minutos, saída de bola errada no campo de defesa, Odilávio ficou com a sobra, arrancou e bateu na saída do goleiro Edson Mardden.

Neste início de temporada o CRB não tem acertado no ataque, com vários atletas se revezando na posição. Após sofrer o gol, o time regatiano subiu ao ataque, mas pecava no último passe e nas finalizações.

Na reta final do primeiro tempo o CRB ainda chegou com perigo real. William Barbio partiu em velocidade e cruzou rasteiro na área, encontrando Hugo Sanches que desviou e exigiu boa defesa do goleiro Bruno do Náutico.

Final do primeiro tempo no Rei Pelé, CRB 0 x 1 Náutico.

2º - TEMPO

Começou o segundo tempo, as duas equipes voltaram com mudanças, mas o jogo mostrou o mesmo desenho. O Náutico surpreendeu mais uma vez e ampliou o marcador. Aos 2 minutos, Jimenez arriscou de fora da área e não deu chances para o goleiro regatiano. 0 x 2.

A torcida do CRB que já se mostrava impaciente desde o primeiro tempo, perdeu a paciência e começou a protestar, vaiando o time em alguns momentos, dificultando ainda mais uma possível reação do time da casa.

A pressão era grande e o time alagoano precisava reagir, mas acabava cometendo faltas seguidas. Em menos de 5 minutos, Edson e Claudinei receberam cartão amarelo, por falta e reclamação.

A reação do CRB vinha na base da raça. Mesmo sem organização o time alvirrubro subia ao ataque e acabou recompensado. Aos 17 minutos, confusão na área do Náutico, a defesa não afastou e Felipe Menezes aproveitou para colocar nas redes.

O jogo entrou nos 15 minutos finais e o técnico Roberto Fernandes resolveu arriscar. Mailson já havia entrado no intervalo, ganhou o reforço ofensivo de Danilo Bala e Polaco e o time alvirrubro intensificou a pressão, assustando o goleiro Bruno.

As substituições e paradas levaram o jogo até os 51 minutos. O CRB se lançou ao ataque, pressionou, mas não conseguiu empatar. Final de jogo no Rei Pelé, CRB 1 x 2 Náutico.