Foto: Alexandre Vidal / Flamengo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O CSA bem que alimentou o sonho de arrancar pontos do Flamengo, até se segurou no primeiro tempo, mas no segundo tempo despertou com a derrota. Na noite desta quarta-feira (12) o time alagoano foi até Brasília enfrentar o Flamengo, perdeu por 2 a 0 e vai para a pausa da Série A, por conta da Copa América, entre os integrantes do Z4.

A derrota manteve o CSA com 6 pontos, na 19ª posição, podendo cair para a lanterna, em caso de vitória do Avaí sobre o Palmeiras em São Paulo. O CSA só volta a jogar oficialmente no dia 14 de julho diante do Corinthians na Arena. Antes disso, disputará dois amistosos diante do Sport em Recife e Maceió.

O Flamengo por sua vez, subiu para a terceira posição com 17 pontos, mas ainda pode cair para o 4º lugar, caso o Atlético Mineiro vença o São Paulo. O time carioca também volta a jogar no dia 14 de julho, contra o Goiás, no Maracanã.

O JOGO – 1º TEMPO

O técnico Marcelo Cabo surpreendeu e colocou um time bem diferente em campo. Além das entradas de Leandro Souza e Nilton, Celsinho entrou na lateral, Apodi como ponta pela direita e Victor Paraíba pela esquerda, com Cassiano no ataque.

Nos primeiros minutos o time azulino partiu para o ataque, cruzou e lançou bolas na área do Flamengo, mas como sempre, apresentava problemas para finalizar e mandar a bola para as redes.

Depois das investidas azulinas, o time rubro-negro assumiu as rédeas da partida e passou a assustar, em lances com Gabigol, Everton Ribeiro e Bruno Henrique, que mandaram perto ou pararam no goleiro Jordi.

Passados 30 minutos, um momento de expectativa para o CSA. Confusão na área do Flamengo, Apodi bate e a bola bate em William Arão e impede a passagem da bola. O árbitro consultou o VAR, o jogo ficou parado por quase 6 minutos e o árbitro mandou o jogo seguiu, numa jogada considerada polêmica.

Na reta final do primeiro tempo o Flamengo teve a sua melhor chance. Bruno Henrique foi lançado em velocidade, driblou o goleiro Jordi e quando finalizou para o gol, viu o lateral Celsinho salvar e mandar para linha de fundo.

O primeiro tempo movimentado acabou empatado sem gols em Brasília.

2º - TEMPO

Na volta para o segundo tempo o Flamengo se mostrava disposto a resolver a parada. Em 10 minutos, chances de Gabigol, Bruno Henrique e Everton Ribeiro tentaram, mas o CSA seguia se segurando em campo.

O time marujo demorou, mas também teve a sua chance.  Em contra-ataque, Johnatan Gomez surgiu livre pelo lado esquerdo e da entrada da área, bateu  no canto direito de César, que teve dificuldades, defendeu e mandou para escanteio.

Aos 20 minutos porém, o grito do torcedor rubro-negro saiu. Em jogada pela direita, Everton Ribeiro cruzou na área azulina e encontrou Vitinho, que subiu mais alto e desviou para o fundo do gol. Flamengo 1 a 0.

A pressão do Flamengo era grande, que não deixava espaços para o CSA. Aos 31 minutos a equipe carioca ampliou o marcador. Everton Ribeiro lançou William Rarão, que fez bela jogada e bateu fraco, mas Jordi não segurou e Gabigol mandou de cabeça para a rede. 0 x 2.

Na reta final do jogo, os dois treinadores intensificaram as mudanças. Marcelo Sales do Flamengo para descansar os atletas, enquanto Marcelo Cabo para tentar uma reação improvável em campo.

A partida seguiu até os 48 minutos e se manteve com placar de 2 a 0 para o Flamengo sobre o CSA.