Os profissionais da comunicação alagoana estão vivenciado um estágio de muito drama, impotência e eminentes investidas na cassação dos seus direitos conquistados ao longo dos anos. Por essa razão, me senti no dever de participar do couro de repudiação a tentativa dos empresários do segmento em retirar 40% do teto salarial da categoria. Todo e qualquer trabalhador não pode ter seus benefícios salariais podados. Principalmente, àqueles que têm compromisso de fazer dos fatos públicos informação no cotidiano. 

Eis que também levanto esta bandeira em defesa dos jornalistas de Alagoas.

Portanto, contem comigo. Essa luta é nossa! 

Recebam nosso abraços,

Charles Hebert