Brusque FC Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O tão sonhado acesso está cada vez mais perto. O Brusque eliminou o Boavista e seguiu adiante para as quartas da Série D do Brasileirão. Agora, para jogar a C em 2020, precisa passar pela Juazeirense.

E o principal pedido é de pé no chão. É o que ordena um dos principais destaques do Brusque no ano. Para Ianson, o time tem pela frente um adversário ‘extremamente complicado’. “Claro que estamos feliz, fizemos bem nosso trabalho. Jogamos bem e eliminamos o Boavista, um time tradicional, forte, acostumado a jogar com os gigantes do Rio de Janeiro. Mas não ganhamos nada ainda. Temos um rival agora extremamente complicado. A Juazeirense tem uma equipe muito organizada. É seguir pé no chão e muito ligado”, afirmou o defensor de 24 anos de idade.

Com 22 jogos na temporada, Ianson está prestes a jogar os dois ‘mais importantes’ até então. O primeiro jogo diante da Juazeirense acontece fora de casa, enquanto o da volta é em Brusque. “Com certeza os dois jogos mais importantes de 2019 pra gente. Vamos ter muita dificuldade como falei. Nosso foco agora é em nos prepararmos da melhor forma possível para essas duas batalhas. Nosso foco é o acesso e vamos suar muito para isso”, finalizou Ianson.