Familiares de vítimas visitam local de acidente com ônibus argentino em SC

  • 21/04/2009 15:00
  • Brasil/Mundo

Familiares dos ocupantes do ônibus de turismo argentino que caiu em uma ribanceira em Rancho Queimado (SC) visitaram, nesta terça-feira (21), o local do acidente no quilômetro 65 da BR-282. Parentes das vítimas ficaram emocionados ao visitar o local.

 

Na tarde desta terça-feira, os mortos e os feridos que têm condições de viajar retornarão à Argentina em um avião da Força Aérea do país.

 

Sete feridos seguem internados em hospitais da Grande Florianópolis e da Serra Catarinense. As demais vítimas que tiveram alta médica aguardam pelo retorno em um hotel no Centro de Florianópolis.

 

Na madrugada desta terça, os corpos dos sete mortos no acidente foram liberados pelo Instituto Médico Legal (IML) após pedido do Cônsul da Argentina em Florianópolis, Alberto Coto.

 

O veículo foi retirado da ribanceira na noite de segunda-feira (20).

 

O acidente ocorreu na noite de domingo (19) no quilômetro 65 da BR-282. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o ônibus, que transportava turistas argentinos, saiu da pista e despencou de uma ribanceira de 60 metros de altura.

 

O resgate durou cerca de cinco horas. O local é de difícil acesso e cercado por vegetação fechada. O veículo ficou tombado, com as rodas para cima.

 

Produtores rurais cederam tratores para facilitar o transporte dos feridos até as ambulâncias. Como a região estava escura, foram usadas lanternas no resgate.

 

Sete pessoas morreram. No grupo, havia muitas mulheres idosas que voltavam da excursão a Balneário Camboriú (SC). Os corpos das sete vítimas foram recolhidos e encaminhados ao IML, em Florianópolis.

 

Uma perícia ainda vai investigar as causas do acidente. O laudo sai em dez dias.