Fabio Lima/Fabio Lima Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Da desconfiança para a titularidade no Fortaleza. O atacante Romarinho passou de peça descartável para se tornar um homem de confiança do técnico Rogério Ceni, que sempre acreditou no potencial do jogador de 25 anos. Com o setor ofensivo em baixa no atual momento, o atleta é quem tem mantido a regularidade e bom futebol.

Mesmo na derrota no Clássico-Rei, Romarinho foi um dos poucos jogadores que se destacaram no time do Tricolor do Pici. Diante do Ceará, o atacante buscou participar da partida o tempo todo e deu um passe decisivo que poderia ter resultado no empate, mas André Luis parou no goleiro Diogo Silva, no segundo tempo da peleja.

No embate com o maior rival, ele acertou todas as tentativas de dribles. No fundamento, inclusive, ele é líder na equipe do Fortaleza. Segundo o site especializado em estatísticas de futebol, Footstas, Romarinho tem dez dribles bem-sucedidos na Série A.

Na competição, o atacante também tem uma assistência e um gol. Outro ponto de destaque nos números são os cruzamentos. Neste fundamento, Romarinho é o 6° com 17 bolas cruzadas.

A virada de chave do jogador no Fortaleza ocorreu na semifinal da Copa do Nordeste. Após inúmeras críticas e questionamentos sobre o seu futebol, o atacante marcou o gol diante do Santa Cruz, que assegurou a vitória do Leão e a vaga na final do Nordestão. De lá pra cá, o desempenho do atleta só cresceu a ponto de hoje ser considerado titular absoluto da equipe do Pici.