Marcelo Gonçalves/SigmaPress/Estadão Conteúdo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Najila Trindade foi indiciada pela Polícia Civil de São Paulo por fraude processual, denúncia caluniosa e extorsão no caso em que envolve o jogador Neymar.

A modelo acusou o atacante do PSG de estupro durante o encontro, em Paris, na França, em maio. O ex-marido dela, Estivens Alves, também foi denunciado. Ele irá responder por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.

O indiciamento acontece depois da conclusão de dois inquéritos comandados pela 11º DP, de Santo Amaro. Ambos estão em segredo de Justiça e já foram encaminhados ao Tribunal de Justiça para apreciação do Ministério Público.

A investigação sobre o suposto estupro foi arquivada em julho, depois de a Polícia decidir por não indiciar Neymar.