Divulgação/Goztepe Izmir Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Marcar o seu nome na história de um clube europeu é o sonho de muitos jogadores ao redor do mundo. Aos 33 anos, Kadu pôde concretizar este objetivo nas duas últimas temporadas. Ex-zagueiro de equipes como Corinthians, Athletico Paranaense e Grêmio, o defensor desembarcou na Turquia em 2017 para viver a sua primeira experiência no país. Por lá, fez história com a camisa do Goztepe Izmir.

Kadu foi um dos destaques da equipe na temporada 2017/2018. De volta à elite nacional após 14 anos, o Goztepe terminou o Campeonato Turco na sexta posição da tabela, uma de suas melhores colocações no torneio desde a década de 1970. Na temporada passada, mais uma campanha consistente e a permanência na primeira divisão garantida. Kadu ainda avançou com o time até as quartas de final da Copa da Turquia, com direito a dois gols anotados no decorrer da competição. Ao todo, foram três tentos e duas assistências pelo clube.

Satisfeito pelas boas temporadas com a camisa do Goztepe, Kadu valoriza a experiência adquirida na Turquia. ''Foi um período de bastante aprendizado e que agregou muito para a minha carreira. Nunca havia atuado na Turquia e fico feliz por ter marcado o meu nome na história do Goztepe. Terminamos a temporada 2017/2018 na sexta posição da liga, após 14 anos que a equipe não disputava a primeira divisão. Já na temporada passada, conseguimos chegar nas quartas de final da Copa da Turquia e pude contribuir com dois gols na nossa campanha. Além disso, garantimos a permanência na elite, outra grande conquista para o clube'', destacou o jogador, eleito um dos melhores zagueiros do Campeonato Turco e líder de desarmes do Goztepe na temporada 2017/2018.

Livre no mercado após o término do seu contrato com o Goztepe, Kadu não esconde o desejo de retornar ao futebol brasileiro. ''Vivi momentos muito bons na Turquia. Pude evoluir como jogador e adquirir uma grande experiência na Europa. Acredito que este é um bom momento para retornar ao Brasil e já estou analisando algumas situações. Por enquanto, seguirei trabalhando a parte física, como tenho feito desde o término da temporada europeia. Estou 100% fisicamente e pronto para um novo desafio'', concluiu o zagueiro, natural de Brasília (DF) e que também defendeu as cores de Ponte Preta, Vitória, Guarani, Bragantino e Figueirense, além de ter atuado no futebol português.