Após depoimento, Daniel Dantas é indiciado pela PF por cinco crimes

  • gilcacinara
  • 27/04/2009 10:22
  • Brasil/Mundo
O banqueiro Daniel Daniel, do grupo Opportunity, deixou nesta segunda-feira a sede da Polícia Federal, em São Paulo, indiciado por crimes financeiros --gestão fraudulenta, evasão de divisas e sonegação fiscal--, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Dantas é investigado na Operação Satiagraha, que apura crimes financeiros atribuídos ao banqueiro. Durante o depoimento hoje à PF, ele manteve-se em silêncio, segundo informou à Folha Online seu advogado, Andrei Schmidt.

Além de Dantas, devem ser ouvidos hoje pela PF representantes do Opportunity e a irmã do banqueiro, Verônica Dantas. Os depoimentos dos investigados são tomados pelo delegado Ricardo Saadi, que substituiu Protógenes Queiroz no comando da Satiagraha.

Na semana retrasada, em depoimento de cerca de seis horas à CPI das Escutas Clandestinas da Câmara dos Deputados, Dantas atacou o delegado Protógenes, disse ser vítima de grampos ilegais e questionou a legalidade da Satiagraha.

A Operação Satiagraha prendeu, entre outras pessoas, o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta, o investidor Naji Nahas e Dantas. Todos já foram soltos.

Eles são suspeitos de praticar os crimes de lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, evasão de divisas, formação de quadrilha e tráfico de influência para a obtenção de informações privilegiadas em operações financeiras.