PF prende duas pessoas em Arapiraca acusadas de assaltar agências dos correios

  • Redação
  • 05/06/2012 11:15
  • Polícia

Agentes da Polícia Federal em Alagoas cumpriram, na manhã desta terça-feira (05), seis mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal, com o objetivo de prender pessoas envolvidas em assaltos a agências dos Correios no Estado. A ação dá continuidade aos trabalhos da PF desencadeados no dia 31 de maio e que culminaram na prisão de três pessoas no município de Traipu.

Segundo a assessoria de comunicação da PF, quatro dos mandados são cumpridos contra indivíduos em liberdade, enquanto dois serão cumpridos contra pessoas já presas por outros delitos. As diligências investigativas realizadas pela equipe da Delegacia de Combate a Crimes contra o Patrimônio - DELEPAT.

Até o momento, três pessoas foram presas, sendo uma delas em Maceió e as outras duas em Arapiraca e serão encaminhadas à sede da PF, no bairro do Jaraguá, na capital alagoana. Ainda segundo a assessoria, uma das equipes que iria realizar prisão encontrou o indivíduo procurado já preso no Baldomero Cavalcanti.

Na tarde de hoje, às 15h30, será concedida uma entrevista coletiva pelo delegado de Polícia Federal Gustavo Gatto, responsável pelas investigações.

Outras prisões

Na semana passada, três pessoas foram detidas, dentre elas, Pedro dos Santos Filho, o Peu, suspeito de participação em 15 assaltos a agências dos Correios em Alagoas. O delegado Gustavo Gatto, que efetuou a prisão do acusado, informou que em cinco roubos ocorridos no mês de maio, Peu chefiou os crimes.

Peu confessou ter assaltado os Correios de Belém, Japaratinga, Igreja Nova, Marimbondo e Campo Grande. “Ele é o cabeça de todos esses crimes, já dos outros 10 estamos investigando”, disse o delegado acrescentando que o assaltante mudava os integrantes da quadrilha a cada novo roubo. Além de Pedro, hoje outros dois homens, de identidades não reveladas, foram presos. O quarto integrante do bando conseguiu escapar.

Pedro dos Santos Filho já havia sido detido duas vezes, uma delas, em agosto do ano passado, pela participação no assalto à agência dos Correios de Major Izidoro. Em fevereiro, Peu foi preso pela Polícia Civil, na Operação Crimes S.A., e no dia 02 de maio, liberado pela Justiça.

Com o trio, os policiais apreenderam um revólver calibre 38 e um Corsa preto, de placa não divulgada.