Gripe suína: Argentina pode suspender voos ao México

  • annaclaudia
  • 28/04/2009 09:49
  • Saúde
O governo da Argentina avalia ampliar as medidas de controle sanitário para tentar evitar a chegada do vírus da gripe suína ao país. Neste sentido, os voos entre a Argentina e o México podem ser suspensos até segunda ordem, conforme indicaram fontes do Ministério de Saúde à imprensa. A ministra de Saúde, Graciela Ocaña, realizou uma reunião de emergência com o comitê sanitário que cuida do caso ontem à noite, na qual a proposta foi discutida. A Casa Rosada anuncia a medida ainda hoje, caso a presidente Cristina Kirchner esteja de acordo.

Junto com a suspensão dos voos, o governo faria uma campanha também para desaconselhar os argentinos a viajarem ao México em outros voos triangulados. No aeroporto internacional de Ezeiza, as informações são de que 15% das passagens com destino ao México já foram canceladas pelos próprios passageiros. Uma nota oficial da Saúde, divulgada também à noite, afirma que no país ainda "não há nenhum caso confirmado". Porém, reconhece que as autoridades sanitárias observam um homem que regressou do México no último domingo "com escassa possibilidade de ser portador da doença".

A Casa Rosada vai destinar ao Ministério da Saúde R$ 39,2 milhões para a campanha de prevenção da gripe suína. O governo teria assegurado um estoque de 500 mil doses do remédio Tamiflu, indicado para combater o vírus. Além disso, vai pedir às autoridades de imigração uma lista completa das pessoas que entraram no país, provenientes do México, nos últimos 15 dias. O objetivo é fazer um exame médico nestas pessoas.

Para completar a bateria de novas medidas que começaram a ser acionadas desde a última sexta-feira, o governo instalaria nos quatro aeroportos internacionais do país sensores de temperatura para detectar se algum passageiro está com febre alta. A venda de máscaras nas farmácias disparou. Segundo o presidente do Colégio Oficial de Farmacêuticos e Bioquímicos de Buenos Aires, Marcelo Peretta, a venda cresceu mais de 100%.