Daniel Castelo Branco Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O Flamengo corre o risco de perder nomes importantes para 2020. De acordo com o site "Globo Esporte", o agente de Bruno Henrique, Dênis Ricardo, acompanhou a partida contra o Avaí, na última quinta-feira, em um dos camarotes do Maracanã com os empresários Giuliani Bertolucci e Kia Joorabchian, que estavam acompanhados de scouters e investidores chineses.

Mesmo fora da partida - poupado por conta de dores na coxa - o atacante deve receber uma proposta do mercado asiático. Os 34 gols e o fato de ter sido eleito melhor jogador da Libertadores valorizaram seu passe.

"Encontrei com eles (Bertolucci e Joorabchian) casualmente. Mas é inevitável que um jogador que atingiu o patamar do Bruno Henrique desperte interesse. Mas até agora não recebemos nada do futebol chinês", disse Dênis.

Para tirar Bruno Henrique do Santos, o Flamengo desembolsou cerca de R$ 27 milhões. Atualmente, a multa rescisória do atacante é na casa dos 30 milhões de euros.