Alexandre Guzanshe/EM/D. A. Press) Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Antes de a bola rolar para Cruzeiro 0 x 2 Palmeiras, elas eram as que mais tinham esperança. O sorriso junto aos pais e familiares, os cantos, e a camisa do time do coração mostravam que elas ainda sentiam que dava para o time celeste se livrar da queda para a Série B do Campeonato Brasileiro. Mas as crianças voltaram para casa tristes e com medo. Além do descenso, a briga generalizada nas arquibancadas contribuiu para o desespero.

Flagrantes do repórter fotográfico Alexandre Guzanshe mostram os momentos de terror vividos por crianças no Mineirão. Quando teve início a confusão nas arquibancadas, muitas delas ficaram acoadas e com medo. Os seguranças do estádio e a Polícia Militar (PM), para evitar que os pequenos se ferissem, abriram um acesso para o gramado.

Junto aos pais e responsáveis, as crianças desceram as escadas em direção ao campo com semblante de medo. Algumas, até choraram. Entre os pequenos havia até bebês.