Anvisa diz que é obrigação de companhias aéreas notificar suspeitas

  • eduardocardeal
  • 29/04/2009 07:50
  • Brasil/Mundo

O gerente geral da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), José Agenor Alvarez da Silva, reuniu-se a portas fechadas na tarde desta terça-feira (28) com representantes das companhias aéreas para passar instruções sobre como proceder para evitar a disseminação do vírus da gripe suína.

A reunião durou duas horas e trinta minutos. Anvisa cobrou maior responsabilidade das companhias e disse que é obrigação de empresas áreas notificar casos suspeitos identificados durante o voo. Segundo o gerente, quatro eixos temáticos foram discutidos na reunião e dúvidas das companhias foram respondidas.

A Anvisa esclareceu como as empresas devem proceder em relação ao fluxo de passageiros, uso de máscara, procedimentos de limpeza e tratamento de resíduos deixados a bordo.

O encontro foi realizado no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, e envolveu também servidores públicos que trabalham na fiscalização de aeroportos, entre eles, funcionários do Ministério da Agricultura e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). De acordo com a assessoria de imprensa da Infraero, cerca de 100 pessoas participam da reunião.

Segundo Silva, os dois primeiros casos considerados suspeitos em São Paulo se tratavam de pacidentes com sinosite e dengue. Questionado sobre uma possível demora no trabalho de prevenção, ele reiterou que o "governo trabalha no ritmo possível". Silvia disse que o país recebeu o alerta da OMS na sexta-feira (24).