Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

 

O CSA se despediu da Copa São Paulo de Futebol com um empate em 2 a 2 diante da Portuguesa no Estádio do Canindé. Pior que a eliminação, foi o ataque xenofóbico sofrido pelos jovens atletas azulinos, por parte da torcida da equipe paulista. 

Alguns torcedores que estavam na arquibancada do Estádio, começaram a agredir verbalmente os atletas na saída do campo. Após o jogo, a Portuguesa emitiu uma nota em suas redes sociais, repudiando a atitude de parte dos seus torcedores. 

O CSA foi eliminado da competição nacional, empatando por duas vezes e perdendo uma. A equipe alagoana terminou na terceira colocação, com 2 pontos conquistados.  

A NOTA 

É com profundo pesar que tomamos conhecimento de xingamentos xenófobos contra os jogadores do CSA, que estiveram em nosso estádio nessa sexta-feira (10), para a disputa da Copa São Paulo de futebol Júnior. 

Uma pequena parte de nossa imensa torcida, ao final do jogo, proferiu palavras que não representam o sentimento dessa instituição. Em alguns meses completaremos 100 anos de uma história construída com o suor de imigrantes. Por isso, a Associação Portuguesa de Desportos vem a público repudiar qualquer manifestação desse tipo, ainda mais em nossa própria casa. No Canindé todos sempre serão bem-vindos e bem tratados, porque essa é a nossa verdadeira cultura. 

Pedimos desculpas aos jogadores e torcedores do CSA pelo triste episódio de hoje. Nossa torcida não se representa por esse tipo de atitude.