Ascom Semed Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Inaugurada há quase um mês, a nova quadra poliesportiva da Escola Municipal Antídio Vieira, localizada no bairro do Trapiche, está sendo bastante utilizada pelos alunos do 1º ao 9º ano do ensino fundamental e da Educação de Jovens, Adultos e Idosos (Ejai). Além do uso convencional para a  prática esportiva, a quadra, agora, virou um ponto de encontro onde crianças e adolescentes se reúnem para brincar e conversar. Até a quadrilha junina da comunidade no entorno da escola, que anualmente participa de concursos, está se beneficiando da nova estrutura para a realização de ensaios.

A estrutura entregue pelo prefeito Rui Palmeira, no dia 20 de dezembro passado, vai além de uma quadra poliesportiva: o local dispõe de um espaço de convivência e vestiários completos com chuveiros e sanitários. A quadra, que recebeu piso novo e equipamentos para a prática de diferentes modalidades esportivas, é coberta, o que permite seu uso durante o ano inteiro. Na obra foram investidos R$ 442.433,86.

De acordo com a diretora da escola, Roseane Bezerra, antes da reforma era difícil  realizar eventos com os estudantes e com a comunidade por falta de um espaço adequado. Agora, a situação é outra. “A gente só tinha um piso cimentado, as aulas e eventos eram prejudicados, pois nossa escola não tinha mais espaço. A gente fala que isso foi uma reforma, mas na verdade foi uma reconstrução. Não imaginei que ficaria dessa forma. E agora, com a quadra coberta, nem a chuva nem o sol vão nos prejudicar”, disse.

Ainda segundo Roseane, um dos pontos positivos do novo espaço é a possibilidade de servir à comunidade. Ao facilitar o acesso das pessoas ao ambiente escolar, a diretora acredita que está criando uma rede de proteção para a própria escola. “A escola é para a comunidade. Nós não podemos fechar os portões. E a escola também precisa da comunidade para protegê-la”, afirmou, lembrando que prédios públicos já foram alvos de vândalos e de ladrões, que podem ter suas ações inibidas quando a população está atenta.

Preservação

Para utilizar a quadra e o espaço de convivência, os alunos se comprometeram a se comportar e zelar pela preservação do patrimônio. Entusiasmados com a novidade, os alunos estão cumprindo o acordo fechado com a direção. Aluna do 7º ano B, Emilly Kauany disse que tem aproveitado bastante o espaço de convivência para conversar com os colegas e também comentou sobre a quadra: “Vai ficar melhor para fazer educação física. Antes fazia muito sol e, quando chovia, alagava. Agora não tem mais esses problemas”.

Ventilada, protegida do sol e da chuva, a quadra também agradou aos professores. Rachel Brandão, professora de artes da escola, também está utilizando o espaço nas suas aulas. “As condições de trabalho melhoraram. Ninguém aguenta ficar numa quadra com muito sol. E cm tudo tão novinho, aqui está muito legal de trabalhar”, declarou.