Divulgação Atlético de Madrid Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Faltam palavras pala descrever o feito. Também pudera. Emprestado pelo Real Madrid ao Cultural Leonesa, da terceira divisão espanhola, Augusto Galvan viveu um dia que não esquecerá dos detalhes. O meia de 20 anos revelado no São Paulo foi titular e junto de seus companheiros eliminaram da Copa do Rei nada mais nada menos que o poderoso Atlético de Madrid.

A classificação veio em jogo único nesta quinta-feira. O Cultural Leonesa surpreendeu os comandados de Simeone que, mesmo repleto de craques conhecidos mundialmente, foi derrotado por 2×1 e viu o clube de menor expressão avançar até as oitavas de final da competição. Augusto Galvan é só alegria. “Sinceramente eu nem sei muito bem como descrever essa nossa classificação, essa partida. Foi histórico com certeza para o clube, para a cidade. É um feito que precisa ser valorizado. Do outro lado era o Atlético de Madrid, equipe extremamente forte e bem treinada. Mas fomos melhores, merecemos. Foi um sonho perfeito, foi incrível”, afirmou o meia. que já deixou sua marca na Copa do Rei.

Agora, mais uma pedreira pela frente. Após sorteio realizado nesta sexta-feira, ficou decidido que Augusto Galvan e seus companheiros medirão forças com o Valência. Mais um ‘desafio daqueles’ para o Cultural Leonesa. “Festejamos muito essa classificação, foi heróica. Eliminar um time com a grandeza do Atlético de Madrid não é todo dia. Continuamos em frente na competição, seguimos incomodando. Agora temos mais um clube muito grande, o Valencia, que dispensa apresentações. Vamos trabalhar muito para tentar mais uma vez passar de fase”, finalizou Augusto Galvan, que tem contrato ainda com o Real Madrid até 2023.