Psicologia, como explicar o ser humano?

  • Redação
  • 17/07/2012 13:52
  • Milliam Nascimento
Psicologia

Olá,

Bem- vindo ao meu espaço de idéias, análises e comentários – o meu BLOG. Sou psicóloga há dois anos, formada pela UFAL- Maceió. Atualmente curso pós em Psicologia Clínica e Saúde Mental, atuo no CREAS Regional polo Arapiraca e atendo na Clinica João Ramalho.

Inicio no mundo dos blogs falando de um tema que é a minha paixão: PSICOLOGIA! Minha proposta é falar da Psicologia de uma maneira simples e de fácil entendimento, além de deixar o espaço aberto para sugestões de temas e para o esclarecimento de dúvidas.

Falar sobre o que é a psicologia não é uma tarefa fácil, visto que existem muitas definições e todas elas falam de uma parte desta. Então porque não juntar todas as definições e assim chegar a uma só? Novamente complicado! A psicologia é muito mais do que a simples soma de conceitos. O que dizer de uma ciência que busca compreender o ser humano e muitas vezes explica-lo?

Buscando definições chegou-se ao “consenso” que a psicologia é a ciência que estuda, basicamente, o comportamento humano ou animal e o funcionamento da mente. Ela ganhou o status de ciência em 1879, com a criação do laboratório de psicologia por Wilhelm Wundt em Leipizig, Alemanha.

Porém a psicologia não é tão jovem assim. Se enveredarmos pelos caminhos da filosofia, poderemos encontrar grandes pensadores falando sobre os temas pertinentes à psicologia desde o início dos tempos. Afinal de contas as questões existenciais do tipo “quem eu sou?”, “qual o sentido da vida?”, são facilmente encontradas nos consultórios dos psicólogos mundo a fora. Durante muito tempo filosofia e psicologia andaram juntas.

Com a evolução da ciência psicológica, muitos pesquisadores propuseram novas formas de estudar os processos psicológicos e assim foram surgindo outras correntes de pensamento.

Com o surgimento dos novos posicionamentos, alguns dos antigos postulados foram deixados de lado, mas para alguns estudiosos os novos postulados não foram aceitos e assim as teorias, novas e antigas, passaram a seguir caminhos independentes mesmo falando do mesmo objeto: o homem e seus processos mentais. Por isso a grande diversidade de conceitos em Psicologia.

O objetivo aqui é tentar clarificar, aos poucos, todos esses conceitos. Falar sobre o papel do psicólogo, o que ele faz, como trabalha e as suas diferentes formas de atuação. É também falar das psicopatologias mais comuns, seu significado, formas de tratamento e orientações em geral. E, num futuro próximo, abrir um espaço para os leitores falarem de suas dificuldades e duvidas, trazendo orientações básicas para a resolução das mesmas. Deixo claro que não farei terapia aqui, apenas darei breves orientações de como proceder diante de determinados problemas.

Espero ter sido clara e objetiva, e que a leitura tenha sido agradável. Até o próximo post!