CBV Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O Circuito Brasileiro de vôlei de praia está de volta a Maceió (AL). E, como de costume, o sol forte e o calor marcaram as disputas nesta sexta-feira (14.02), na arena montada na Praia da Pajuçara. E quem esteve presente nas arquibancadas pode acompanhar as duplas classificadas para as quartas de final do torneio masculino. Entre os que avançaram estão as duplas brasileiras garantidas em Tóquio e atletas com currículo extenso de títulos na modalidade.

As quartas de final (veja confrontos abaixo) acontecem pela manhã deste sábado (15.02), a partir das 10h10 (de Brasília) e serão transmitidas ao vivo pela página da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) no Facebook, e pelo site voleidepraiatv.cbv.com.br. As finais acontecem no domingo (16.02), exibidas exclusivamente pelos canais SporTV, a partir das 9h.

A etapa na capital alagoana é a quinta da temporada 2019/2020, e foi a primeira do ano para Álvaro Filho e Alison (PB/ES). Depois de estrearem com duas vitórias na quinta-feira (13.02), na fase de grupos, eles conseguiram mais um bom resultado nesta sexta-feira. Superaram Maia/Eduardo Davi (RJ/PR) por 2 sets a 0 (21/15 e 21/17). O paraibano Álvaro Filho comentou sobre a primeira participação da dupla em torneios neste ano.

“Este é um ano diferente de todos os outros para mim. Um ano olímpico é sempre diferente, para o Alison também é. Estamos em um ritmo de treino muito forte, mas ainda precisamos de ritmo de jogo. Está bastante quente por aqui, mas a gente gosta de jogar nestas condições. Jogar um jogo no dia não é comum, mas já vivenciamos esta situação, é preciso controlar a ansiedade, mas estamos acostumados”, contou o atleta.

Álvaro e Alison enfrentarão Jô/Bruno (PB/AM). A dupla formada pelo paraibano e o amazonense se classificou depois de vencer Oscar/Thiago (Rj/SC) por 2 sets a 0 (21/15 e 21/14). Bruno Schmidt e Evandro (DF/RJ) passaram por Allison/Fábio (SC/CE) por 2 sets a 0 (21/17 e 21/19), e encaram Guto/Pedro Solberg (RJ). A dupla carioca superou Averaldo/Marcus (TO/RJ) nas oitavas por 2 sets a 0 (21/13 e 21/18).

Medalha de bronze na etapa anterior, em João Pessoa (PB), Ricardo e Vitor Felipe (BA/PB), também seguem na busca pelo título. Eles avançaram com a vitória sobre Felipe Cavazin/Anderson Melo (PR/RJ) por 2 sets a 0 (21/15 e 21/16). Após o jogo, Ricardo, um dos mais experientes e vitoriosos do vôlei de praia mundial, destacou a influência do clima na partida e celebrou a boa preparação física do time.

“Aqui em Maceió é sempre muito quente, todos nós atletas já esperamos por isso. Mas hoje jogamos uma vez só, foi possível dar o máximo, pois em caso de derrota a dupla é eliminada. Começamos mais lentos, mas depois mudamos a velocidade do jogo, o Vitor sacou demais, fez diferença no jogo”, disse Ricardo, que vem embalado de um pódio no Circuito Sul-Americano.

“É sempre um prazer representar o Brasil em competições internacionais, venho fazendo isso há 25 anos. Hoje tenho uma visão melhor destes torneios, já sei como jogar. Nossa dupla se portou muito bem, e mostrou o poder que temos como um time”, completou.

Os adversários de Ricardo e Vítor serão Fernandão e Harley (ES/DF), que venceu Adelmo/Moisés (BA), nas oitavas, por 2 sets a 0 (21/19 e 21/17). A outra partida pelas quartas será a reedição da final do Open de João Pessoa, no mês passado, entre André/George (ES/PB) e Adrielson/Arthur (PR/MS). André e George passaram por Ramon Gomes/Bernardo Lima (RJ/CE) por 2 sets a 0 (21/14 e 21/12), enquanto Adrielson e Arthur levaram a melhor sobre Rafael/Renato (PB) por 2 sets 0 (22/20 e 21/17).

A abertura da temporada 19/20 aconteceu em Vila Velha (ES), em setembro, com ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e André Stein/George (ES/PB). Em Cuiabá, no mês de outubro, os títulos ficaram com Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Alison/Álvaro Filho (ES/PB).

Ribeirão Preto (SP) sediou a etapa de novembro, com ouro para Talita/Taiana (AL/CE) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF). A parada de João Pessoa (PB), em janeiro, contou com títulos para Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e André Stein/George (ES/PB).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. A competição distribui R$ 46 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos mais de R$ 500 mil por etapa.