Wander Roberto/Inovafoto/CBV Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A temporada 2020 começou da melhor maneira possível para Evandro e Bruno Schmidt (RJ/DF). A dupla que representará o Brasil em Tóquio conquistou na manhã deste domingo (16.02) o título da etapa de Maceió (AL) do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia. Eles superaram na final Ricardo e Vitor Felipe (BA/PB) por 2 sets a 1 (22/20, 19/21, 17/15), em 1h20, diante de uma arena lotada na Praia da Pajuçara.

A medalha de bronze da etapa de Maceió ficou com André Stein e George (ES/PB), que venceram o outro time brasileiro garantido em Tóquio, Alison e Álvaro Filho (ES/PB), por 2 sets a 1 (24/26, 21/12, 13/15), em 1h02. A próxima etapa da temporada 2019/2020 acontece em Aracaju (SE), de 4 a 8 de março, na Atalaia. Será a penúltima parada do tour nacional, que termina em Arraial do Cabo (RJ), no início de abril.

Evandro e Bruno Schmidt disputaram em Maceió (AL) o primeiro torneio do ano. E começaram com grande campanha, vencendo os seis jogos que disputaram para garantir o ouro. Na decisão, sob muito calor, conseguiram salvar dois match points para virar o jogo no set de desempate. Evandro destacou a parte psicológica no triunfo.

"Foi uma partida muito importante para nosso time, acho que a parte mental falou mais alto. Estávamos bem no primeiro set, e até mesmo no segundo set, mas abrimos um pouco a guarda. O Ricardo é muito experiente, gostou do jogo e ganhou o set. Conseguimos fazer um bom tie-break e saímos com a vitória, o que foi muito importante", declarou.

Este foi o terceiro título de etapa do Circuito Brasileiro para o time formado no começo de 2019. Apesar do bom resultado, por terem ficado de fora de duas etapas, a dupla está distante da briga pelo título geral, que soma os pontos de todas as sete paradas do Circuito. Bruno destacou também a qualidade dos adversários, que valorizaram o triunfo.

"O jogo foi muito mental por conta do calor. Desaceleramos muito e o jogo ficou muito lento, e o Ricardo gosta muito deste tipo de jogo. Então se tornou um duelo dificílimo. Independentemente da idade, Ricardo é o jogador mais habilidoso, ele é um cara especial, que se deixarmos gostar do jogo, fica tudo muito difícil. Eu saio feliz por termos nos saído bem em um jogo atípico, lento, quente, onde a gente não consegue se concentrar direito. Conseguimos superar tudo isso e sair com a vitória", disse Bruno.

O título da etapa de Maceió rende um prêmio de R$ 46 mil para a dupla, que também soma 400 pontos no ranking geral.

Na disputa pelo bronze masculino, André e George levaram a melhor sobre Alison/Álvaro Filho (ES/PB) e garantiram pontos importantes na briga pelo título geral. Depois de conquistarem o título na etapa anterior, em João Pessoa (PB), George destacou a importância da dupla seguir no pódio, e pontuar no ranking, onde eles agora lideram com 1.720. Ricardo e Vitor Felipe aparecem em segundo, com 1.440 pontos.

"Qualquer pódio é importante, independentemente se estamos ou não na disputa do título brasileiro. Estar entre os melhores de cada etapa é muito bom. Este torneio foi de superação para a nossa dupla. Maceió é muito quente, e desde o primeiro jogo não conseguimos dar o nosso melhor, acabamos não apresentando o nosso melhor voleibol. Por estes fatores, subir no pódio é mais gostoso ainda", contou George.

A abertura da temporada 19/20 aconteceu em Vila Velha (ES), em setembro, com ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e André Stein/George (ES/PB). Em Cuiabá, no mês de outubro, os títulos ficaram com Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Alison/Álvaro Filho (ES/PB).

Ribeirão Preto (SP) sediou a etapa de novembro, com ouro para Talita/Taiana (AL/CE) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF). A parada de João Pessoa (PB), em janeiro, contou com títulos para Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e André Stein/George (ES/PB).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. Cada etapa do Circuito Brasileiro distribui R$ 46 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos mais de R$ 500 mil por etapa.