Foto: Paysandu Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O CRB segue a sua rotina de classificações nas primeiras fases da Copa do Brasil. Pelo terceiro ano consecutivo a equipe chega à terceira fase, ao empatar no tempo normal e vencer o Paysandu nos pênaltis por 5 a 3, passar para a terceira fase e garantir a premiação de R$ 1,5 milhão na competição nacional.

O jogo 

Bola rolando e o CRB começou bem a partida. Em 10 minutos o time alagoano quase marca por duas vezes, com Léo Gamalho e Luidy.

O Paysandu se salvou e passou a se fechar no seu campo de defesa e sair na boa. O time da casa não demorou a responder e assustou com Nicolas e minutos depois chegou a balançar as redes, mas o árbitro apontou falta de ataque.

As emoções ficariam para o final da etapa. Aos 45 minutos, Lucas Mendes se chocou na área com Tony e o pênalti foi marcado. Léo Gamalho seguiu para a bola e abriu o placar.

O CRB poderia e deveria ter administrado o resultado, mas vacilou. Aos 47, bola na area, a defesa regatiana não afastou e Caíque emendou para as redes. 1 a 1

Na volta para o segundo tempo, as equip s seguiram busca do o gol que se alternando no ataque. 

Erik arriscou e assustou pelo CRB, enquanto Uilliam, Nicolas e Alex Maranhão que mandou na trave, quase viraram para a equipe paraense.

Final de jogo e a vaga seria decidida nas penalidades.

PÊNALTIS

Nas penalidades o CRB foi mais eficiente. A equipe alagoana marcou todos os gols, com Erik, Igor, Carlos Jatobá, Léo Gamalho e Rafael Longuine.

Pelo Paysandu, Alex Maranhão, Tony e Elielton marcaram, mas Micael parou no goleiro Edson Mardden.

Final, Paysandu 3 x 5 CRB