Sergio Santana/Lance!

O adeus a Valdir Espinosa foi emocionante. Com a presença de dirigentes e ex-jogadores, o corpo do ex-treinador foi velado na tarde desta quinta-feira, em General Severiano, sede social do Botafogo, clube que o dirigente estava trabalhando como diretor técnico.

Espinosa morreu nesta manhã, vítima de complicações após uma operação no estômago. O velório começou às 15h e o corpo do treinador, marcado por ter sido campeão do Campeonato Carioca de 1989, chegou por volta de 17h.

O caixao de Valdir Espinosa chegou ao salão nobre de General Severiano com as bandeiras de Grêmio - onde foi campeão mundial em 1983 - e Botafogo, os dois clubes mais marcantes de sua carreira. Muitos torcedores das duas equipes também marcaram presença na cerimônia.

Atletas que estiveram naquela campanha de 1989 também vieram dar o último tchau a Valdir Espinosa. Maurício, autor do gol do título contra o Flamengo, Carlos Alberto Santos, Luisinho, Mauro Galvão e Wilson Gottardo apareceram na sede social do Botafogo. Juan, ex-zagueiro com passagem marcante pelo Flamengo, também veio prestigiar o ex-treinador.

A família de Valdir Espinosa também prestigiou o querido parente. A esposa, os dois filhos e as três netas marcaram presença em General Severiano.