Divulgação/Gençlerbirligi Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A Turquia  reagiu um pouco diferente em relação aos outros países. Por lá, o campeonato seguiu com portões fechados até a última quinta-feira (19), quando a federação, após reunião, decidiu por paralisar as competições esportivas.

O brasileiro Flávio Ramos, zagueiro que atua no Gençlerbirliği, conta como vem sendo a situação do novo coronavírus no país. “Aqui, diferente dos outros países, a situação é mais tranquila. Acho que até por isso decidiram manter um pouco mais os jogos. Mas, agora, acho que foi a decisão certa. É melhor paralisar do que correr o risco de ter grandes problemas depois. Antes mesmo do campeonato ser suspenso, o comércio, escolas, restaurantes e vários estabelecimentos já estavam fechados. A população já não estava saindo de casa, todos respeitando as orientações”, revelou o defensor que, no Brasil, atuou no Náutico e no Paysandu.

A oito rodadas do fim, por enquanto os jogos não tem data definida para retornar. Mas, nas próximas semanas, uma nova reunião com a federação deve definir os rumos das competições. “Agora, independente de qualquer coisa, o importante é todos se cuidarem. A gente está vendo o mundo inteiro sofrendo com esse vírus. As vidas das pessoas valem mais do que qualquer outra coisa. Depois que tudo estiver mais calmo, a gente pensa nessas questões de jogos e campeonato”, finalizou.