Uarlen Valério Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true CRB

O começo de temporada do CRB foi positivo. O clube regatiano passou de fase na Copa do Brasil, tem chances de classificação na Copa do Nordeste e no Estadual está na segunda colocação. O técnico Marcelo Cabo conseguiu definir o padrão de jogo da equipe e teve o destaque do meia Rafael Longuine, nesses três primeiros meses de 2020.

A estreia do “Galo” na temporada não foi com o resultado positivo. A equipe foi até o Maranhão, enfrentar o Imperatriz, na pela Copa do Nordeste. Perdeu por 1 a 0.  O time sofreu a segunda derrota na temporada. Enfrentou o Murici, no Estádio Rei Pelé, na pela primeira rodada do Estadual. Perdeu novamente por 1 a 0.

Depois de duas derrotas seguidas, o time regatiano cresceu na temporada. Passou oito jogos invicto. A primeira vitória na temporada foi contra o Santa Cruz, em casa, pela Copa do Nordeste. A equipe ganhou por 1 a 0, com gol do meia Longuine. O técnico Marcelo Cabo optou por colocar o time todo reserva, para o jogo diante do CSE, em Palmeira dos Índios, por causa do jogo seguinte pela Copa do Brasil. O CRB empatou por 1 a 1, contra o tricolor do agreste. 

O “Galo” foi até o Pará, enfrentar o Independente, pela primeira fase da Copa do Brasil. Venceu por 3 a 2, com uma boa atuação da equipe. Com moral, a equipe enfrentou o CSA, pela Copa do Nordeste. Na primeira etapa, a atuação foi abaixo, mas no segundo tempo o time cresceu e buscou o empate, com gol de Longuine. A partida terminou 1 a 1. 

Em mais um clássico, mas pelo Campeonato Alagoano, o time regatiano derrotou o ASA, com grandes atuações de Léo Gamalho e Rafael Longuine. Marcelo Cabo seguia encontrando a formação ideal para a equipe. O CRB foi até Natal, enfrentar o América de natal, pela Copa do Nordeste. Em um primeiro tempo bom, o regatas saiu vencendo, mas na segunda etapa, a equipe recuou e sofreu o empate. 1 a 1 acabou o jogo. 

De lá, a equipe seguiu para o Pará, onde enfrentou o Paysandu, pela segunda fase da Copa do Brasil. Durante os 90 minutos, a partida terminou empata em 1 a 1. Nos pênaltis, o “Galo” venceu por 5 a 3. O time seguia forte na competição. Já de volta ao Campeonato Alagoano, o Cabo preferiu mandar a campo uma escalação diferente, para enfrentar o Jaciobá, em Coruripe. CRB não teve dificuldades e venceu o azulão do sertão por 2 a 1. 

Depois de oito jogos consecutivos sem perder, o time alvirrubro sofreu duas derrotas seguidas na Competição regional. Fora de casa, perdeu para o Vitória por 2 a 1, de virada e no Estádio Rei Pelé, foi derrotado por 3 a 2 para o Náutico. Com isso a equipe teria que vencer o próximo jogo, para seguir sonhando em se classificar no Nordestão. 

Pelo Campeonato Alagoano, o regatas enfrentou o CEO, no Estádio Rei Pelé e venceu por 2 a 0. Seguia colado no Murici em busca da liderança do Estadual. 

O melhor jogo da equipe no ano foi contra o Cruzeiro, pela terceira fase da Copa do Brasil, no Estádio do Mineirão. O CRB não sentiu o fator campo e botou a equipe mineira na roda e venceu por 2 a 0, podendo aplicar uma goleada. Mas nesse jogo, o meia Rafael Longuine, destaque da equipa na temporada, teve uma lesão no joelho e não vai mais atuar com a camisa regatiana neste ano.

Pensando no segundo jogo da Copa do Brasil, Cabo colocou a campo uma equipe toda reserva para enfrentar o Confiança, em Aracaju, pelo nordestão. Tinha que vencer para seguir sonhando em classificação. O “Galo” derrotou o time sergipano por 1 a 0. 

Por causa da pandemia do Covid-19, o jogo de volta contra o Cruzeiro no Estádio Rei Pelé foi adiado, assim com todos os jogos no futebol Brasileiro. 

O CRB segue com chances de classificação na Copa do Nordeste. No Campeonato Alagoano, está em segundo lugar, com 1 jogos a menos do líder Murici. Na Copa do Brasil, a equipe está na terceira fase da competição.