: Ahmed Jadallah / REUTERS Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Novak Djokovic tem planos ambiciosos para o restante na carreira. Prestes a completar 33 anos, o sérvio acredita que será o recordista de todos os tempos em títulos de grande slam e que será o tenista a passar mais semanas como número 1 do ranking.

Com 17 títulos de slams, Djoko está atrás de Roger Federar (20) e Rafael Nadal (19) nessa lista. Porém, ele é consideravelmente mais jovem que o suíço, de 38 anos, e conviveu com menos problemas físicos que o espanhol, de 33.

— Ainda tenho coisas a fazer aqui no esporte. Eu acredito que posso vencer o maior número de slams e quebrar o recorde de maior número de semanas como líder do ranking. Definitivamente, esses são meus maiores objetivos — disse o sérvio em entrevista ao programa "In Depth with Graham Bensinger", da TV americana.

Para se tornar o homem a liderar o ranking da ATP por mais tempo, Djokovic precisará superar Federar, com 310 semanas no topo, e Pete Sampras, com 286. A contagem do sérvio — que hoje ocupa a primeira posição — está em 282 semanas.

— Ao mesmo tempo, não são somente essas coisas que me motivam todos os dias, o que me dá combustível está relacionado com meu crescimento pessoal — declarou.

O tempo que Djokovic terá para superar essas marcas não é sabido, mas, no que depender do sérvio, ele ainda terá muitos anos para chegar lá:

— Definitivamente, quero ir o mais longe que puder, mas preciso manter minha alma e corpo saudáveis, tudo em sinergia com minha famíli . Tenho a ciência de que, com o passar do tempo, não serei capaz de jogar tantos torneios com tanta intensidade. Posso jogar até os 40, mas focado nos grandes torneios.