Marcelo Cortês/Flamengo

E o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, proibiu o retorno dos treinos para os clubes da cidade. Segundo o político, o regime de isolamento segue pelo menos até o dia 25 de maio.

Ainda de acordo com Crivella, a liberação para atividade foi apenas para os atletas que estavam fisioterapia. Segundo o prefeito, os presidentes de Flamengo, Vasco e Botafogo o procuraram neste período.

"Foram aprovados os procedimentos do caderno de encargos para evitar contágio quando os clubes voltarem aos treinos e aos jogos. Foi autorizada também a volta dos atletas que estavam em fisioterapia cujos casos poderiam agravar. Foi comunicado ao presidente do Flamengo e o Vasco que isso tinha sido deliberado. Pelo conselho, não foi aprovada a volta aos treinos", afirmou Crivella.

O Flamengo iniciou na segunda-feira o processo de exames com os atletas e funcionários. A intenção do clube era retomar essa semana com os treinos.