Foto: Ascom-CRB Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Técnico Marcelo Cabo do CRB

Distante dos treinos e jogos de futebol por conta da Pandemia do Coranavírus, o técnico do CRB, Marcelo Cabo, defende seguir as orientações da saúde, mas também dá ideias para um breve e seguro retorno da disputa do futebol, principalmente a disputa do Campeonato Alagoano. Segundo o treinador, a reta final do Estadual poderia ser concentrada, com todos os jogos sendo realizados no Estádio Rei Pelé.

Em entrevista à Tv Gazeta, o profissional apontou a solução como viável, para reduzir riscos e custos. “Tenho visto clubes e federações se movimentando, testando jogadores e profissionais. Seguindo as recomendações das autoridades da saúde, como o Ministério e a Secretaria Estadual, a ideia é seguir essa linha, testando evitando riscos e custos, concentrando os jogos no Rei Pelé, que é o maior Estádio e tem a melhor estrutura”, afirmou.

Além da questão de saúde pública, outro tema é motivo de preocupação para o técnico do CRB, Marcelo Cabo. O treinador tem acompanhado e lamentado o grande número de demissões de profissionais de futebol, em razão da crise financeira provocada pela Pandemia do Coronavírus.

“O futebol não é só entretenimento. Existem diversas pessoas que trabalham e vivem do futebol e para o futebol. Tenho visto demissões de 50, 60 pessoas de clubes de futebol e isso é muito triste”, comentou.

Antes da paralisação do futebol, o semestre vinha sendo movimentado e de saldo positivo para o CRB. A equipe regatiana ocupada a segunda colocação do Estadual, estava em vantagem na terceira fase da Copa do Brasil ao vencer o Cruzeiro em Minas Gerais, tinha chances de classificação na Copa do Nordeste e estava prestes a estrear no Campeonato Brasileiro da Série B.