Foto: ASCOM/CSA Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O técnico Eduardo Baptista conversou com a imprensa, na manhã desta sexta-feira (26). A coletiva foi online e transmitida nas redes sociais do clube. O comandante azulino elogiou o protocolo de segurança feito pela direção do clube, junto com a comissão técnica e destacou a estrutura do CT Nelson Peixoto Feijó. 

“Esse foi o ponto principal do nosso retorno. A segurança de todos nós. Eu comecei antes dos atletas, acompanhei as obras do CT. Fiz parte da construção. Junto com o departamento médico, com o doutor Fábio, com a diretoria, com o Hugo, Barbarotti e toda a comissão técnica. Nós fizemos todo o protocolo. A partir do momento que desenhamos esse protocolo, ele foi muito bem executado, comandado pelo doutor Fábio Lima. A estrutura do CT é de time de série A. Tudo isso me deu segurança”, destacou. 

Baptista explicou como está sendo o trabalho da comissão técnica, junto com os atletas, nessa volta dos treinamentos.  

“A gente dividiu a nossa volta em quatro fases. Uma primeira fase a testagem do COVID, para a gente ter um retrato de como estavam nossos atletas e comissão técnica, para ver a maneira de como deveríamos voltar. Dentro desse primeiro momento, seria as avaliações físicas. A gente entender fisicamente esses atletas como iriam voltar. Já estamos entrando na segunda semana, é a semana de readaptação, é o simples vestir a chuteira, correr no gramado, bater na bola. É trabalhar toda a parte sensorial do atleta, que ficou três meses sem esse contato”,explicou. 

Na primeira semana de trabalhos na nova casa, o treinador marujo elogiou esforço da direção e gostou do que viu no CT Nelson Feijó. “A diretoria trabalhou muito rápido e muito bem. Conheço o Nelsão quando vim jogar aqui há dois anos e lembro como estava. Quem vier acompanhar aqui vai ver que está muito bom. Os atletas entraram observando e gostando, parecendo como se estivessem no parque de diversões. Temos uma academia muito ampla, com espaço para trabalhos funcionais. Tem a cozinha, salas de cada departamento, enfim. Acho que isso fez os atletas esquecerem um pouco o trauma que foi essa saída do Mutange. A qualidade dos gramados está muito boa. A diretoria trabalhou muito forte e com uma competência incrível num espaço curto de tempo”, disse.