Ministério da Saúde confirma mais dois casos de Gripe Suína no Brasil

  • carlinhos
  • 08/05/2009 16:39
  • Brasil/Mundo

Uma menina de sete anos que mora em Santa Catarina, assim foi identificado o quinto caso da gripe suína no Brasil, a notícia foi dada horas depois que o Canadá anunciou ser o terceiro país a ter casos de óbitos da doença.

A Vigilância Epidemiológica do Estado recebeu o resultado do exame reagente a doença na menina que esteve de férias na Flórida, nos Estados Unidos. Ela estava internada desde segunda-feira no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis.

Sexto Caso

O sexto caso da doença também aconteceu no Rio de Janeiro e é o amigo de 29 anos do paciente já confirmado pelo Ministério da Saúde. Os dois estão internados no Hospital do Fundão. É o primeiro caso de transmissão da doença no país.

O homem de 29 anos chegou ao hospital na quarta-feira (6), com febre, dores no corpo e na cabeça, e congestão nasal. Segundo o hospital, o seu estado de saúde é estável. Os dois permanecerão internados por 10 dias, tempo que dura o ciclo do vírus.

 Alagoas

Hoje pela manhã o Ministério da Saúde anunciou que 54 hospitais brasileiros estão aptos a realizar o diagnóstico e tratamento da doença, entre eles estáo Hospital Helvio Auto em Alagoas.

Além dos cinco casos confirmados o Ministério anunciou que existem 30 csos suspeitos, sendo um deles em Pernambuco. Ontem foram descartados casos na Paraíba e Sergipe.

Em entrevista esta semana ao Cadaminuto um dos maiores profissionais brasileiros na área o infectologista Marcelo Constan afirmou que a gripe chegará inevitavelmente em Alagoas.

O médico avalia que a fácil transmissão da doença pode fazer com que casos sejam registrados no Brasil. Para o médico, o fato de Alagoas receber turistas de outras unidades da federação e do exterior faz com que o estado entre na rota de possível contaminação.

"A última vez que se teve uma epidemia de gripe ela se espalhou rapidamente. Se alguém doente pega um avião e chega por aqui, o vírus pode se espalhar. Possivelmente a gripe suína pode chegar a Alagoas", colocou o médico.

Constant explicou que não há muito o que fazer para se conter a disseminação da doença e que apenas a vacina pode evitar a contaminação. De acordo com ele, antes do desenvolvimento dela é preciso que o vírus seja isolado.

 "Agora, tem que se correr atrás para desenvolver a vacina. O vírus é da Família Influenza e é muito forte, é uma família muito grande. O vírus da gripe suína é praticamente o mesmo da temida gripe aviária, mas um pouco modificado", colocou ele

Em entrevista coletiva ontem o secretário de Estado da saúde Hebert Motta diz que não existe motivo para pânico e que Alagoas está peparada para cuidar de algum caso se ele acontecer.

Recomendações

O ministério reitera a recomendação para que a população não tome medicamentos por conta própria, pois a automedicação pode mascarar ou atenuar sintomas, além de provocar resistência ao medicamento específico para a doença – que inicialmente era conhecida como gripe suína, mas acabou rebatizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para Influenza A.

O órgão recomenda também que as pessoas que sentirem algum dos sintomas e que passaram pelos países atingidos pela nova gripe a procurarem um serviço público de saúde imediatamente. O Brasil possui 52 hospitais de referência (pelo menos um em cada estado) para atendimento de casos que necessitem ser monitorados. 

Kits

O Ministério da Saúde informou, na noite de quarta-feira (6), que chegaram ao Brasil os kits para realização de exames laboratoriais para Influenza A (H1N1). O resultado desse teste, segundo o ministério, fica pronto a partir de 72 horas após o início das análises das amostras.

Os kits foram encaminhados ontem mesmo aos laboratórios da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, e do Instituto Adolf Lutz, em São Paulo, e devem chegar aos destinos ainda hoje. O ministério informou também que aguarda mais remessas dos kits para enviar ao Instituto Evandro Chagas, em Belém (PA). Os três são laboratórios de referência do Ministério da Saúde para a realização dos exames que vão confirmar ou descartar casos da nova gripe no país.