Brasil tem 1ª transmissão de gripe suína dentro do país; total chega a 6

  • antoniomelo
  • 09/05/2009 04:42
  • Brasil/Mundo

O número de casos confirmados de gripe suína no Brasil subiu ontem (8) – na quinta-feira eram quatro. Os números foram divulgados por volta das 20h15 de hoje pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que anunciou outros casos suspeitos no país. No total, o país tem seis casos da doença.

 

Uma das transmissões da doença ocorreu dentro do Brasil. Trata-se de um homem de 29 anos, amigo do paciente de 21 anos ainda internado no Rio e que já teve o diagnóstico confirmado para a doença. Ambos tiveram contato no último domingo (3) e permanecem no hospital universitário Clementino Fraga Filho, ligado à UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Com isso, o Brasil é o sétimo país a registrar esse tipo de transmissão.

 

Outro caso confirmado ontem é de uma criança de 7 anos que passou férias na Flórida (EUA), ficou internada desde segunda-feira (4) no Hospital Infantil de Florianópolis (SC), e teve alta ontem.

 

Mais cedo, Temporão afirmou que não há risco de surto da gripe A (H1N1) no país.

 

Três dos quatro pacientes que tiveram o diagnóstico de gripe suína confirmados na quinta-feira já tiveram alta médica. Dois deles são de São Paulo e outro, de Minas.

 

No Rio, um rapaz de 21 anos permanece internado desde terça-feira (5) no hospital universitário Clementino Fraga Filho, ligado à UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Ele passa bem, segundo boletim médico.

 

Um amigo dele também está internado na unidade com suspeita da doença e é monitorado no isolamento do DIP (Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitárias). De acordo com informações do hospital, os dois permanecerão internados por dez dias, tempo que dura o ciclo do vírus.

 

Ontem, Temporão admitiu que não há facilidade de controle de gripe suína nos aeroportos porque o monitoramento dos casos depende de o paciente se manifestar. Ele afirmou que "a população deve colaborar para que não haja um aumento no número de casos".

 

O ministro afirma que devem procurar o serviço médico as pessoas que viajarem para áreas de risco e retornarem ao Brasil com sintomas ou tiverem contato próximo com pessoas que chegaram do exterior e podem ter contraído a doença.

 

Ontem, entidades médicas divulgaram procedimentos a serem adotados em relação à gripe suína.

Segundo o documento, assinado pela AMB e pela SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), entre as recomendações para evitar a doença estão higienizar as mãos com frequência, utilizando água e sabão e reduzir o tempo de contato com pessoas potencialmente doentes ou a permanência em ambientes com aglomeração de pessoas.

 

O mais recente balanço da gripe suína da OMS (Organização Mundial da Saúde) aponta que há 2.384 casos de gripe suína em 24 países, incluindo 44 mortos --42 no México e dois nos Estados Unidos.

 

Segundo o balanço, o México registra 1.112 casos confirmados em laboratório, incluindo 42 mortes. Os EUA registram oficialmente 896 pessoas infectadas, incluindo duas mortes.

 

O terceiro lugar por número de casos é ocupado pelo Canadá, com 214 pessoas afetadas.