MP Eleitoral em Alagoas está de prontidão para as eleições 2012

  • Redação
  • 06/10/2012 07:54
  • Política

O procurador Regional Eleitoral, Rodrigo Tenório, designou mais 37 promotores eleitorais auxiliares para atuarem no fim de semana das eleições municipais. Ao todo, 92 promotores estarão de plantão no domingo de votação.

Em plantão desde 5 de julho, a Procuradoria Regional Eleitoral em Alagoas também funciona neste sábado e no domingo, durante a votação, e está aberta ao recebimento de denúncias de crimes e abusos durante o processo eleitoral. O MP é o responsável pela propositura das ações eleitorais contra os compradores e vendedores de voto. Por isso, seus membros são os destinatário de todas as investigações feita pelas polícias federal, civil e militar.

Rodrigo Tenório orienta a população a participar da fiscalização trazendo denúncias substanciais, com dados e informações da forma mais precisa possível acerca dos fatos relatados. Dessa forma, o Ministério Público poderá atuar com maior efetividade. Denúncias anônimas sem fundamentação mínima apenas atrapalham o trabalho do MP, explica o chefe do Ministério Público Eleitoral em Alagoas. As denúncias podem ser feitas pelo site www.pral.mpf.gov.br.
Visita aos municípios – Nas últimas semanas, Rodrigo Tenório, visitou promotores eleitorais em diversas cidades do interior para manifestar o apoio da PRE/AL durante todo o processo e avaliar as condições de segurança dos locais para a votação.

Embora o clima seja aparentemente tranquilo em muitas cidades, Rodrigo Tenório considera preocupante a situação em algumas delas. Segundo o Procurador Regional Eleitorala preocupação maior se dá por conta da mudança de posição do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em relação às últimas eleições. "Se em 2010 tivemos tropas federais em quase 20 cidades, agora, menos de 10 as terão, graças à mudança de postura do TSE, o qual passou a enviar tropas federais levando em conta somente a necessidade apontada pelo Governador do Estado", explica o PRE.

Segundo o procurador, já foram feitos contatos com as polícias civil, militar e federal, que garantiram atuação plena nas eleições. A PM garantiu alocar o efetivo de 6 mil homens durante o dia de votação, a Policia Civil garantiu um delegado de plantão em cada município. Já a Policia Federal, apesar da greve, está atuando no processo eleitoral normalmente durante essa semana. Ainda assim, afirma o procurador, mais tropais federais seriam bem vindas.