Fla encara campeões estaduais em sequência

  • carlinhos
  • 10/05/2009 09:59
  • Esporte

Tricampeão do Rio, o Flamengo estréia no Brasileirão com força máxima, às 16h deste domingo, contra o Cruzeiro, no Mineirão. Não é para menos. Além de querer iniciar bem a competição que não ganha há 17 anos, o adversário impõe respeito por ter conquistado o título mineiro.

Mas enfrentar um campeão regional não será missão apenas dessa primeira rodada rubro-negra. Nas cinco primeiras do Brasileiro, o Flamengo enfrentará quatro clubes que conquistaram o título estadual desse ano. O Cruzeiro é o primeiro da lista. O segundo é o Avaí, campeão catarinense.

Logo depois do jogo contra o Santo André (que não foi campeão) vem o duelo com Atlético-PR, campeão paranaense. Por último, é a vez do Sport, tetracampeão pernambucano. Entre esses jogos do Brasileiro ainda tem os duelos pela Copa do Brasil contra o Internacional, que conquistou o Gaúcho no ano de seu centenário.

Essa árdua sequência de jogos logo no início do Brasileiro não preocupou os rubro-negros. Ao contrário, é vista como uma oportunidade para saber a verdadeira força do Flamengo na competição.

- É bom enfrentar os times campeões em seus estados logo no início para filtrar o que pode ser o campeonato. Também é bom que esses jogos sejam logo no início, porque aí a gente vê a força que o campeonato tem e a ideia do que a gente precisa melhorar - disse Emerson.

Leonardo Moura comungou da opinião do companheiro. Mas levou em consideração que a qualidade dos times é diferente entre as competições regionais e o Brasileiro.

- O nível do Estadual é diferente, mas é até melhor jogar com os campeões logo agora, porque já vamos vendo a força do nosso elenco - disse Leonardo Moura.

Com a missão de comandar o time na tentativa de fazer um campeonato ainda melhor do que o de 2008 (quando o Fla não conseguiu a vaga para a Libertadores nas últimas rodadas), Cuca não mostrou-se pessimista com essa sequência inicial.

- Não me preocupo com isso. No Brasileiro se você não pega o campeão, você pega o vice dele. E também vai ter de jogar com todo mundo duas vezes. Mas é sempre importante ter um bom começo. É preciso ter equilíbrio: começar e terminar bem - disse Cuca, sendo realista quanto ao confronto contra o Cruzeiro e otimista com relação ao futuro. - Não é o fim do mundo se começarmos mal. O importante é terminar bem.