A primeira derrota do Internacional na Série B em casa não passou batida pela torcida. Após o revés por 1 a 0 para o Boa Esporte, parte dos torcedores colorados protagonizaram um protesto bastante violento no entorno do Beira-Rio, entrando em conflito até mesmo com o contingente policial que garantia a segurança na região.

Grades de contenção do estádio foram jogadas contra as instalações do Internacional, além de garrafas de vidro. Para tentas dispersar os torcedores, a polícia militar usou spray de pimenta, que causou mal-estar em alguns dos jornalistas que acompanhavam a confusão. Veículos de algumas emissoras estacionados na região também foram atingidos por objetos

“O torcedor tem todo o direito de protestar. Ele vem para o Beira-Rio esperando um bom desempenho e acaba não acontecendo. Os protestos, desde que não sejam violentos, são normais. Depois do jogo, quando desempenho não é bom, não vejo problema”, disse o vice-presidente de futebol do Inter Roberto Melo.

Com apenas quatro vitórias em 11 jogos na Segundona, o Internacional segue bastante instável nesta temporada. Mesmo com a chegada do técnico Guto Ferreira o time não consegue render e vem sofrendo para somar pontos e se manter no G4 da competição – com a derrota o Colorado acabou caindo para o quinto lugar da tabela.

Pressionado, o Inter tentará dar a volta por cima nesta Série B já no próximo sábado, quando joga novamente em casa, desta vez contra o Criciúma, às 16h30 (de Brasília). Em cinco jogos atuando diante de sua torcida o Colorado soma uma vitória, três empates e uma derrota.