1326578463dscf6274 Larissa no pódio do paulista de natação (Foto: Federação Aquática Paulista)

O dia 9 de março vai ficar marcado para sempre na vida de Larissa Oliveira, uma das principais nadadoras do Brasil. Um árvore caiu em seu c arro e atingiu sua coxa, causando um gravíssimo ferimento. Quase quatro meses depois, ela voltou a competir neste fim de semana e foi campeã paulista, em torneio realizado na Unisanta, em Santos. Ela venceu a prova dos 100m livre com o tempo de 55s26, deixando para trás Alessandra Marchioro, com 56s43, e Joanna Maranhão, 56s93. Ela foi campeã também nos 200m livre, com 2m00s33.

- Eu procurei não sentir nada. Como era a minha primeira competição do ano, eu só queria voltar a nadar, voltar a ser feliz porque é uma coisa que gosto de fazer. A felicidade que nadar me dá é indescritível, ficar longe disso me machuca muito. Então é muito bom estar de volta - disse.

A atleta, em março, treinava para o Maria Lenk, principal competição da temporada, e classificatória para o Campeonato Mundial. O acidente a fez perder o evento e, consequentemente, a chance de ir ao Mundial de Budapeste, na Hungria, que será no fim deste mês. Agora, o foco já está no José Finkel, torneio que será realizado em agosto.

Na ocasião, Larissa ficou mais de dez dias internada no hospital Albert Einstein, em São Paulo. Depois, recebeu alta. Aos poucos, passou a andar com ajuda de muletas até que, em maio, já voltou aos treinos. Na quarta-feira, dia 28 de junho, recebeu alta para competir.

Larissa Oliveira participou de cinco provas na Olímpiada de 2016, no Rio, mas não conseguiu chegar a uma final: nas individuais, ela terminou emi 21º lugar nos 100m livre e em 35º nos 200m livre - ainda ficou em 13º no revezamento 4x100m medley e em 11º nos revezamentos 4x100m e 4x200m livre.